domingo, 1 de julho de 2012

Sobre o blog

    A minha intenção ao escrever este blog é a de mostrar a esquizofrenia na visão de um portador, de uma maneira o mais simples possível. Nada contra quem usa uma linguagem mais acadêmica. Mas, quando comecei a estudar o transtorno para tirar as inúmeras dúvidas que assolavam minha mente, me deparei com inúmeros sites que não me ajudaram muito, justamente por usar esse tipo de linguagem. 
    Como a esquizofrenia é uma patologia cercada de mistérios e mitos, senti que faltava algo que pudesse falar sobre esse assunto de uma maneira aberta e direta. 
   Hoje sou aposentado e não me preocupo tanto assim com o que os outros irão dizer. Confesso que, se ainda estivesse no mercado de trabalho, não teria feito os vídeos para o youtube e nem colocaria a minha foto no blog, pois essa exposição poderia me prejudicar na hora de procurar um trabalho ou então colocar o meu emprego em risco caso estivesse trabalhando. 
    Não quero aparecer, quero apenas ajudar um pouco a quebrar esse preconceito o estigma que cercam essa patologia que acomete cerca de 1% da população. Isso não é pouco, é muita gente que sofre com esse preconceito e acho que isso precisa ser divulgado e não apenas quando alguma pessoa com algum transtorno mental comete algum crime, como se as prisões hoje em dia não estivessem superlotadas com pessoas ditas normais. 

6 comentários:

  1. Legal Júlio...eu tinha um amigo da internet, com esquizofrenia. Aí procurei videos no youtube pra ajudá-lo e nenhum explicava direito, daí achei o seu, numa linguagem que entendi o que se passava com o meu ex-amigo. Digo ex-amigo, porque quando disse pra ele tratar a doença, ele ficou com tanta raiva de mim que me excluiu de suas amizades. E olha que disse com todo o jeito pra não magoá-lo. Você podia adicioná-lo no facebook, Júlio, e tentar convencê-lo, o que você acha? Ajuda ele, tenho muita pena dele. Vou adicionar você no meu facebook, e aí te passo o face dele, fica mais privativo do que colocar aqui. Isso caso você concorde em ajudá-lo, né?!
    Um abraço, amigo

    ResponderExcluir
  2. Pode fazer o convite no facebook sim Elaine. Vou adicionar o seu amigo sim. Mas fica difícil ajudar se ele próprio não quer se ajudar. Eu também não sei como ele está. Se está ensurtado, ou se está só um pouco paranóico. Mas de qualquer forma vou adicioná-lo sim.
    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Julio, ( nao sei se seu nome eh julio mesmo ) mas vc que postou o video "esquizofrenico sim, porque nao?" eu quero muito falar com voce por e-mail ou por msn ou por face sei la, pois dizem que tenho esquizofrenia, eu tomo remedios mais nao sei ao certo se eles sao reais quando saiu na rua acho que todos estao querendo me mostrar alguma coisa por ter feito coisas más no meu passado (acho que fica mais facil falar que isso eh mania de perseguiçao) entao... posta aí o seu e-mail pra gente conversar, pq nao tenho nenhum amigo que tenha isso tbm, e quero alguem pra me ajudar pq eu nao confio e acredito em mais ninguem... obrigado desde já.

    ResponderExcluir
  4. Julio, que bom encontrar seu blog, estive pesquisando se já existia um blog como esse. Tive um surto há 12 anos atras e tenho dentro de mim vontade de ajudar pessoas com a mesma experiencia, por isso resolvi pesquisar se já existiam blogs que fizessem relatos sobre esquizofrenia.Foi muito bom encontrar seu blog, vou querer adquirir seu livro e vou estar sempre acompanhando seu blog. Parabéns pela inciativa, os portadores de esquizofrenia precisam de compreensão e menos preconceito. Qdo fizer o deposito, entro em contato pelo email.

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela visita, realmente acho mais informativo ler sobre um transtorno de uma maneira mais simples e principalmente por quem tem esse transtorno. Muitos sites falam sobre a esquizofrenia, mas de uma forma muito acadêmica. Você pode ajudar as pessoas, entrando para os grupos do facebook sobre esquizofrenia. Qualquer dúvida é só me add no facebook que lhe passo os links dos grupos.

    ResponderExcluir