sábado, 18 de abril de 2015

Livro Entendendo a esquizofrenia download

    Como comentei na última postagem, a minha consciência estava dividida sobre disponibilizar ou não o livro Entendendo a esquizofrenia para download na "CDE- Central de Downloads do Esquizo.
    De um lado o anjinho e do outro o diabinho batalhando em minha mente para me convencer, cada um com suas convicções. Até hoje não sei se é correto ou não fazer isso, mas sinto que não estou prejudicando ninguém, pois o autor da obra é uma pessoa bem sucedida financeiramente e alguns downloads não irão arruiná-lo. Creio que estou mais ajudando do que atrapalhando, ao disponibilizar o livro para download. Com o tempo, irei acrescentando mais livros sobre transtornos mentais.
    Não li a obra toda, ainda estou na página 56. Não quero dizer que sou o sabe tudo, mas o que está neste livro eu já aprendi com todos esses anos de pesquisas e estudos sobre a esquizofrenia. Mas é um excelente livro, principalmente para quem acabou de ter um surto ou tem alguém da família ou amigo enfrentando essa situação. A primeira abordagem é muito importante, e a informação é a base de tudo.
     Considero o livro muito bom por vários motivos, mas principalmente por usar uma linguagem simples e objetiva, esclarecendo o leigo no assunto em vários temas que envolvem a esquizofrenia, como: sintomas, tratamentos, comportamentos,  etc. E também tem valiosas informações sobre como a família deve agir em caso de um surto psicótico.
    Gostei do livro também pois o autor não afirma que o único tratamento e terapia seja medicamentosa. Ele enfatiza que ter um sentido para a vida também é muito importante. Então o portador deve não somente tomar uma dose forte de antipsicótico e dormir o dia inteiro. Ocupar a mente, ter uma qualidade de vida, e outros fatores são tão ou mais importantes do que a medicação.
    Para baixar o livro, basta acessar a Central de Downloads do Esquizo, clicando na figura que está no lado direito da página, ou então no link abaixo:
https://onedrive.live.com/?cid=A884A13FCDDC52A3&id=A884A13FCDDC52A3%21118

    Não tem segredos para baixar, basta marcar a caixa do arquivo a ser baixado e clicar em baixar.

    Sou um cara sincero, não gostaria que fizessem isso com meus livros, pois as poucas vendas que consigo fazer me ajudam em alguma coisa. Sou aposentado com um salário mínimo e é difícil pagar um aluguel em um lugar tranquilo. Confesso que às vezes penso em retomar as minhas andanças e sair por ai na maior liberdade e sem pagar aluguel. Ontem recebi uma carta da BHtrans, empresa que gerencia o transporte público de Belo Horizonte. É que requeri o passe livre para pessoas com deficiência mental. Na carta estava bem claro que eu tenho que comparecer à perícia acompanhado por um responsável ou curador. Mas, se eu tenho um transtorno que leva a pessoa ao isolamento, como vou conseguir uma companhia para comparecer à perícia? Infelizmente na capital mineira esse benefício é um pouco difícil de se conseguir para quem tem esquizofrenia e não tem déficit mental Eu creio que não tenho um déficit mental, mas isso não ameniza o que esse transtorno causa na gente. Em São Paulo, pude notar que esse benefício é concedido a quase todos os portadores de esquizofrenia que fazem tratamento em CAPS. Abordei esse tema no post "Esquizofrenia: Deficiência ou não?.
enquete sobre disponibilizar ou não o livro

    Bem, espero que façam bom proveito do livro e que aprendam muito com o conteúdo dele.
 

13 comentários:

  1. Oi Julio, será q vc não pode contestar que não tem um curador ou responsável, pois nem todos os esquizofrênicos possuem curadores ou responsáveis, pai ou mãe ou quem quer que seja

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso o que vou fazer, mas, pelo que uma mulher me falou no telefone para confirmar a perícia, o acompanhante é obrigatório. Mas, eu vou lutar por algo que eu creio que seja um direito meu, e, para que eu lute, esse direito tem que me ser negado. Não estou dizendo lutar no sentido literal, mas vou atrás sim. Já tive o passe livre em uma outra cidade onde morava. E em outros estados e cidades os portadores de esquizofrenia tem o passe livre. Obrigado mais uma vez pela visita ao blog.

      Excluir
  2. Tem algum sobre TBH pra baixar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem sim, o Uma mente inquieta, de Kay Redifield Jamison. Ainda não li, mas dizem que é muito bom. Em breve vou disponibilizar um que li achei ótimo, o Memórias de extremos, também sobre a bipolaridade. É só acessar a central de downloadas do esquizo. Tem até um toque para celular personalizado, que serve mais como um despertador. É só clicar na imagem para acessar a central.

      Excluir
  3. Que bom que vai lutar , pois assim vc estará ajudando a muita gente.
    Obrigada por postar os livros e tudo o que vc faz pela causa.

    Eu particularmente, me isolo porque me sinto muito mal com a ostilidade das pessoas, as vazes percebo que sou substimada e regeitada por pessoas que se acham melhores porque não teem a doença. Gostaria muito de saber de como outras pessoas se sentem em relção a isto?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou tentando lutar, a verdade é essa. O estado de ânimo varia muito de um dia para outro, às vezes até em um mesmo dia. Mas não adianta, temos que continuar a luta. Não creio que haja hostilidade das pessoas que se sentem melhores, talvez uma indiferença.

      Excluir
  4. Júlio, sem querer ser intrometido, mas cadê tua família cara? É só uma curiosidade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sai de casa aos 17 anos e fui trabalhar. Trabalhei até aos 34 anos de idade, que foi o meu limite. Os surtos graves começaram aos 32 anos, tentei por algum tempo trabalhar, mas não deu. Mas me sinto bem ficando sozinho, quando a solidão é desejada, é chamada de solitude. O que mais pega no momento são a mania de perseguição e os sintomas negativos mesmo. Acho que não vou surtar novamente não, por causa da experiência prática com o transtorno e com o estudo sobre o assunto. obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
  5. Obrigado por disponibilizar o livro, encontrei seu blog hoje procurando livros para escrever um trabalho, ja até favoritei aqui para eu acompanhar seu blog! abração!

    ResponderExcluir
  6. Olá boa noite Júlio eu sofro muito com esta doença e já estou de saco cheio de ir nas perícias do uns você pois já faz um ano que venho recebendo o auxílio doença você acha que se eu entra na justiça pedido minha aposetadoria tenho alguma chance de consigui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas ações contra o inss dizem que costuma demorar muito, o melhor a se fazer é continuar com o auxílio doença, creio eu.

      Excluir
  7. Oi!
    Não consegui achar o livro pra download no link que vc disponibilizou.
    Teria outro ?
    Amei o blogueira.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O link está correto, é do meu one drive e tem também do gmail, está correto, acabei de conferir.

      Excluir