quinta-feira, 24 de maio de 2012

A mania de perseguição que me persegue

    De uma maneira simplificada, podemos dizer que mania de perseguição é a sensação que o indivíduo tem de que está sendo perseguido, monitorado, observado ou ameaçado por outras pessoas.     É bastante inconveniente essa situação, que causa grande prejuízo à vida social do indivíduo, levando o mesmo a evitar lugares públicos. Afinal, quem irá a um show, com milhares de pessoas, se o mesmo tem a sensação ou até mesmo a certeza (em sua mente) de que as pessoas não estão vendo o show e sim observando-o? Ir ao supermercado para mim é um pouco chato e quase não saio de casa. Em um vídeo que postei no youtube, cheguei a dizer que as minhas camisinhas estão com o prazo de validade vencido.     Desculpem-me se, às vezes escrevo como se fosse um psiquiatra ou um psicólogo, a minha intenção é a de escrever um texto o mais simples possível e na visão de quem tem o transtorno. Se fosse para ler termos mais científicos, o melhor seria ler o cid, que é o código internacional de doenças. Mas, de tanto ler artigos a respeito do comportamento humano, acabei pegando essa mania. Ou será que de médico ou de louco todo mundo tem um pouco?     Bem, vamos falar  sobre como é a minha mania de perseguição. Se fosse para avaliá-la, acho que estaria no grau 7, numa escala de zero a dez. Saio de casa o mínimo possível, e constatei que o caso era realmente grave quando parei de frequentar estádios de futebol, para ver o time do meu coração jogar. Desconfio quando alguém me oferece algo para comer, pensando que o alimento poderia estar envenenado. Quando estava ensurtado, cheguei a vomitar algumas vezes os alimentos que as pessoas me davam. 
    O meu pc também ficou com mania de perseguição e hipocondríaco, chego a escaneá-lo quase que diariamente. Uso dois antivirus, para me precaver, mas não os deixo ativo, pois isso pode gerar conflitos entre eles. Um, que é mais leve, uso para ficar na proteção em tempo real. O outro eu uso para fazer escaneamento geral do sistema. Assim, se o antivirus ativo não detectar um vírus, o que faz o escaneamento talvez possa detectar, pois os bancos de dados não são os mesmos. Também tenho um programa que detecta programas espiões(malwares), que não são vírus, mas que são colocados no pc da pessoa justamente para saber o histórico da pessoa na navegação na internet, e assim talvez roubar alguma senha, sei lá. Por falar em senhas, também tenho um programa específico para detectar vírus que são usados para roubar senhas de bancos, apesar de não ter grana nenhuma em nenhuma merda de banco. Ser pobre às vezes tem suas vantagens né? Penso que o meu pc está sendo monitorado 24 horas por dia pela polícia, tenho até receio de adicionar menores de idade no orkut ou no facebook. Bem, chega de falar sobre informática, em um outro post darei umas dicas e os links para baixar os programas que citei. 
    Fora do mundo virtual, a coisa é complicada também. Quando ouço duas pessoas rindo, penso que estão zombando de mim. Se elas ficam muito sérias também, penso que é por minha causa. 
    Penso até hoje que o INSS está monitorando os meus passos, pois me aposentei em função do transtorno, e acho que eles pensam que eu estava mentindo e que tinha conseguido um laudo comprado para me aposentar. 
    Em relação à polícia, sinto algo parecido também, apesar de não ter nenhum motivo para isso. É um sentimento estranho, que não sei como explicar. Admiro o trabalho da polícia e gostaria que em cada esquina tivesse um policial para melhorar a nossa segurança. Já fui roubado algumas vezes, então, quando vejo policiais nas ruas, me sinto mais seguro de um lado, mas por outro, a mania de perseguição surge do nada em minha mente e me sinto um pouco desconfortável. Se um policial olhar para mim e falar no rádio de comunicação então, chega a me dar vontade de ir até ele e mostrar minha identidade. 
    Em relação aos evangélicos, já tive algo parecido, hoje nem tanto. Mas tinha certeza em minha mente que eles não gostavam de mim, e que afirmavam que eu era adepto das coisas do "tinhoso". 
    No supermercado a situação é mais complicada ainda. Já tenho a sensação de estar sendo observado, e nestes estabelecimentos realmente existem as câmeras! Ai a mania de perseguição sobe para o grau dez. rsrsrsrsrs Certo dia, quando entrei no supermercado, o segurança olhou para mim e falou algo no rádio de comunicação. A vontade que eu tinha era de perguntar se ele não tinha ido com a minha cara, se estava me achando com cara de ladrão. 
    Essas são apenas algumas das situações em que a mania de perseguição me deixa um pouco chateado. Ando sério pelas ruas, não olhando muito para os lados, e acho que isso causa uma certa antipatia nas pessoas. Já me chamaram de "mintido" por causa disso. Então, quando alguém ver uma pessoa toda séria andando pelas ruas, com um olhar fixo, sem olhar para os lados, não a julguem como antipática, talvez ela tenha essa tal de mania de perseguição. Nos surtos que tive a mania de perseguição foi a tal ponto que cheguei a morar nas ruas por um tempo, mas isso é assunto para outros posts. 
    Como disse no post anterior, já tentei alguns medicamentos. A mania de perseguição realmente ia embora, mas junto com ela ia todo o meu ânimo e alegria de fazer qualquer coisa. Então o jeito é seguir o caminho do meio, deixando de lado os medicamentos mais fortes e tomando os mais fraquinhos, e tentando me abster deles na medida do possível. Não estou recomendando isso a ninguém, pois isso exige um pouco de auto conhecimento. 
    Espero que tenham gostado do post, e comentem a vontade e deem sugestões. Se alguém tiver uma solução para que a mania de perseguição pare de me perseguir pode comentar ai embaixo. 
    

165 comentários:

  1. A mania de perseguição é uma droga mesmo, eu que estudo, as vezes acho que estão todos me observando e olha que eu quase que me escondo em sala de aula. Fazer trabalho em grupo ou ter que apresentar trabalho na frente da turma é muito penoso pra mim...As vezes dá vontade de largar tudo, jogar tudo pro ar...se não fosse minha esposa...meu psiquiatra disse pra eu parar de pensar que o mundo gira em torno de mim...

    Abraços fraternos...cuide-se!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que ameniza um pouco isso é a respiração. Tento respirar fundo e expirar algumas vezes em que estou tenso por causa da mania de perseguição. No começo ela me atrapalhava até na hora de usar um banheiro público. Me dava vontade de urinar, mas na hora sentia que estava sendo observado e travava tudo, não conseguia urinar. Era uma chatice isso.

      Excluir
    2. Meu nome e Michel, eu li seu texto e acabei descobrido que sou esquizofrênico e ainda entro numa fria por ser asim por acabei cismado com um cara do serviço e agora todos pensam que o cara e um psicopata agora to com medo de isso da problema para mim pois o cara nao e isso mas ele pode nao gosta pois ele e perigoso digo assim no sentido de briga.. o problema e saber controlar esse problema.. ;(

      Excluir
    3. Michel, cuidado!
      Sou estudante de psicologia e afirmo a você que não se pode diagnosticar a si mesmo como esquizofrênico apenas por ler um post, o transtorno é bem mais que mania de perseguição, e esta nem sempre é esquizofrenia.

      Excluir
    4. Meu nome é Marco Aurelio Estou convivendo com o sintoma da perseguição a um ano,e tive um crise de surto psicótico nesse periodo.
      hoje tenho acompanhamento medico mas a dificuldade de sair de casa é gigante,pois quando vou a rua tenho a imprensao de ser observado por todos.
      as vezer até escuto as pessoas falando de mim,mas minha esposa diz que esta acontecendo nada disso.
      minha vida parou praticamente.

      Excluir
    5. Tento lidar com a situação, no meu modo quanto estou em crise me tranco em casa por alguns dias ate passar o surto, dai volto para a realidade mas frequentemente tenho problemas com trabalho já que as vezes me isolo, tanto manter o que acontece em oculto e não conto a ninguém e o único momento que não tenho ataques é quando dirijo.

      Excluir
    6. Meu nome é Ana Marques sou esquizofrenica mas ninguém me entende pois eu não sou com quilo que falam fui diagnosticada mas se me conhecerem eu não pareço esquizofrenica eu acho que foi um erro médico e fico muito triste em ter que viver com isto pois se não fizesse o teste eu continuava minha vida normal! Apenas tenho algumas coisas mas de resto dou extremamente normal! E gosto de descobrir sobre a doença!

      Excluir
    7. Eu chamo-me Filipa Silva e compreendo-a Ana pois eu tenho também uma síndrome parecida com esquizofrenia mas ao mesmo tempo diferente pois não sou aquele horrível do esquizofrénico, bem eu tenho nessa síndrome, sintomas como Mania da perseguição, alucinações, Sentimento de raiva por nada, Descontrole Psíquico e o pior Vontade de suicídio! Mas isso ainda não tive! Que bom as únicas que já senti e presenciei foi alucinações, Mania da perseguição, Descontrole psíquico e Dor pulmonar é estranho pois não tem nada a ver mas é porque eu sinto necessidade de hiperventilação!

      Excluir
    8. Eu sou a Clara Mendes sei que isto não tem nada a ver mas como teem doenças vocês podem ajudar-me o meu problema é: é eu tenho uma síndrome chama-da Síndrome de Alice no país das maravilhas que né faz ter alucinações como se as horas passasem devagar, o meu corpo tivesse mudando de forma, objetos estranhos aparecendo flutuando! Entre outras coisas mas sempre de alucinações ou sintomas psíquicos! O pior parece que o espaço é o tempo mudam! É horrível faz me ter uma horrível dor de peito! E dores de cabeça e essas alucinações demoram de minutos a semanas sem parar e eu acho que vou cometer suicídio mas digo vos a verdade pois tenho medo mas não quero viver assim alguém tem uma solução ou ajuda?

      Excluir
    9. Bom dia meu nome e Gabriel e sofro também com mania de perseguição, alias quando eu ando na rua percebo que as pessoas me acham estranho ou correm de mim, já aconteceu de pessoas lá bem na frente andando me olhar e andar depressa olhando varias vezes e apertando o passo, sinto que quando vou no centro as pessoas me confundem com alguem e ficam falando isso me deixa nervoso procuro rápido ir enbora , hoje moro sozinho tenho 23 anos e tenho essas dificuldades, só vou do trabalho pra casa e casa pro trabalho nem colocar lixo pra fora tenho coragem, antes do reivelon tive um surto com bebida e tive um surto na minha cabeça alguem iria me matar e fiquei muito nervoso, ate vendo videos que fiz na rua vejo vozes no fundo de pessoas me confundindo com outra falando assim " nossa se não e ele é bem parecido" eu já não sei oque ru faco to a ponto de explodir, ando na rua sensação que todos me observam e pensam que sou um bandido ou psicopata cara louco entende? Ta difícil pra não tenho coragem nem pra consultar com um psiquitara , incrível mesmo e que No meu trabalho por já conhecer as pessoas e elas me conhecer já sinto mais confortavel.

      Excluir
    10. para tudo ha uma solução. procure um psiquiatra e voce verá que seu problema é mais comum do que lhe parece, e que existem tratamentos, com medicamentos ou não, extremamente eficazes que, mesmo não solucionando seu problema, podem aumentar muito a sua qualidade de vida.

      Excluir
    11. Tenho amigos, e parentes com essa doença. Ela é muito cruel. No entanto, um deles, é um professor de geografia, aposentado recentemente pela Universidade Federal do ES, tem 4 filhos,sempre viveu tomando muitos remédios, e o mais importante, é um cara de bem com a vida!

      Excluir
  2. Eu tive um mínimo, esacala de 1 a 10, tive 1, então acho que nem posso opnar em nada, eu sentia a presença de pessoas andando atras de mim, escutava até o barulhinho do andar, ou gente escondida me observando, mas nada q me impedisse de sair.
    Deve ser penoso ter que sair, enfrentar as ruas, lugares, como disse, nem sei o que dizer, mas vc está colocando de uma maneira bem simplificada e clara para lermos e entendermos um pouco mais (no caso de quem não sabe, como eu)...beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que muitas pessoas devem ter um grau dessa mania de perseguição, por isso que citei a escala de zero a dez como referência, pois, quando passa do 5 e chega a impedir que a pessoa saia de casa, já pode ser considerada um transtorno. A minha intenção é essa mesmo: de tentar explicar tudo de uma maneira simples, na visão de quem tem o transtorno e não baseada tanto em termos médicos. Obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
    2. Me identifiquei muito com você.Sempre tenho a impressão q alguém está me observando e quando saio e percebo que têm pessoas atrás de mim, paro e espero passar. Também me irrito quando estou retirando dinheiro ou em filas, pois sempre acho que a pessoa está me observando.Tomo sertralina, melhora muito mas sou desanimada e triste. Fui a uma igreja evangélica e quando o pastor tocou-me senti algo dentro de mim, movimentando meu corpo e falei uma língua estranha. Disseram que meus pés ficaram negros e gritei muito sem respirar. Depois passou tudo e fiquei alguns dias pálida e meus pés e mãos que eram muito vermelhos voltaram ao normal e fiquei serena e feliz. Passado alguns meses, sinto que está voltando a paranóia e estou muito angustiada.

      Excluir
    3. por que vc nao dá continuidade na ijreja?

      Excluir
    4. dependendo, isso so vai te deixar mais paranoia, vai por mim, muitos pastores não dao atenção as suas ovelhas mais sim para as verdinhas.

      Excluir
    5. cara irma vc é um prato cheio para pastor charlatão !

      Excluir
  3. Olá, Sou a Keila e como disse, estou acompanhando teu Blog.
    Caraa ri muito com essa parte:
    ''Em relação aos evangélicos, já tive algo parecido, hoje nem tanto. Mas tinha certeza em minha mente que eles não gostavam de mim, e que afirmavam que eu era adepto das coisas do "tinhoso".
    Haha, sou evangélica e pode crer, tenho certeza de que não tens nada com o ''tinhoso'' haha zueira.
    Espero que poste mais, muito interessante teu blog, man. Ah sim, e fale mesmo como foi isso de passar uns dias na rua cara ? :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Keila por seguir o meu blog. Eu não tenho nada contra os evangélicos, muito pelo contrário, fui muito ajudado pelos evangélicos quando cheguei a morar nas ruas por conta dos surtos que tive. Mas essa mania de perseguição não escolhe as situações para surgir em minha mente, não tem razão ou motivo para existir, raramente tenho momentos em que esqueço dela, mas hoje já estou mais tranquilo em relação a isto, quando não conhecia nada sobre esquizofrenia era bem difícil lidar com essa situação. Mas acho que o pior já passou.
      Obrigado pela sugestão, vou falar sim sobre a minha aventura nas ruas de Belo Horizonte e pelas br's em que perambulei durante os surtos, se bem que é história que dá para escrever um livro. Aliás, até escrevi um livro sobre os surtos, a pedido das pessoas que ouviam um pouco da história. Sâo 142 páginas, e acho que ficou bem interessante, ainda mais se comparando com o que se tem lançado por ai(bruna surfistinha e geisy arruda,etc)rsrsrs

      Excluir
    2. Haha pode ter certeza que seu livro é bem mais interessante do que esse que voce citou :P

      Fico ansiosa por ler seu livro ( Se bem que ultimamente ando tao preguiçosa) e por ler o post de suas aventuras ae :)

      Excluir
  4. Tava me relacionando com uma menina e de repente ela sumiu por dois meses, só que no caso dela ela ficou agressiva mesmo com quem chegava pra visitá-la e não comia nada e eu conversei com ela várias vezes, ela afirmou que se sentia "diferente" e que a mãe a observava. Antes desse surto, ela realmente parecia gostar de mim, mas depois disso os pais dela preferiram que eu não fosse visitá-la, apenas ligo pra ter notícias. Ainda não me disseram que o diagnóstico foi dado como de esquizofrenia, mas tenho quase certeza de que é isso mesmo, pois ela chegou no psiquiatra afirmando que todos ali eram atrizes e atores. Minha dúvida é justamente quanto a esses sentimentos, pouco antes do surto ela era bastante carinhosa comigo e eu ouço dizer que os esquizofrênicos tem problemas com sentimentos, você confirma isso? Acha que um esquizofrenico que gostava de alguém antes de uma crise poderia deixar de gostar ou até não lembrar dos sentimentos? Desculpe se disse algo que pareceu ignorante, tô realmente lendo muito pra tentar entender, ajudar e ficar ao lado dela. Agradeço e parabenizo pelo blog desde já. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por visitar o blog. Não precisa ficar receoso por se achar sem conhecimentos sobre o assunto. É um assunto complicado mesmo, e por isso mesmo que resolvi criar o blog. Olha, a garota que você disse, pelo comportamento, parece sim ter esquizofrenia, pois, pelo que você relatou, ela recusa comer qualquer coisa, e isso pode ser ao fato dela achar que estão todos contra ela, e que podem ter envenenado a comida. Eu tive isso também, e até desconfiava da água que eu tomava, fiquei tomando água por um tempo só da torneira do jardim, pois pensava que alguém poderia estar colocando algo no encanamento. Com relação aos sentimentos, existe o embotamento afetivo que às vezes ocorre com os esquizofrênicos. Isso não quer dizer ausência de sentimentos, é como se ele estivesse dentro de nós, mas que não conseguimos mais achá-los. Mas não se preocupe, se ela gostava de você antes do surto, não vai esquecer não, pois a esquizofrenia não traz nenhum prejuízo a memória. Falo da esquizofrenia paranoide, pois existem vários tipos de esquizofrenia, alguns dizem que são seis, mas a maioria das pessoas dizem que existem cinco tipos. Ela parece que está ensurtada, e nesse estado é difícil convencer o esquizofrênico que as pessoas amigas ainda estão ao lado dele. Nessa hora todos viram inimigos para o esquizofrênico. Mas, se ele for bem medicada e for analisada por um bom psiquiatra, com certeza irá se recuperar e voltar a ser o que era antes, e assim poderão voltar ao relacionamento.

      Excluir
    2. Sei que tem tempo essas respostas,mais talvez o blog ainda me ajude. Meu namorado também ficou do mesmo jeito que essa moça citada acima. Depois de passar por uma situação desconfortável em sua vida, começou a ter esse tipo de sintomas.Ele do nada fala que eu o filmei e expus para outras pessoas,que todos estão olhando pra ele,que ninguém gosta dele, que todos são falsos e tem raiva dele,etc. Gostaria de saber como faço pra mostrar para ele que tem que ir ao médico e procurar um tratamento,pois conversar não o convence que as pessoas são amigas dele e que não existe ninguém armando nada pra ele, como ele diz.E ele não quer ir ao médico,pois diz que não tem nada.

      Excluir
  5. Que fofa essa foto desse cachorrinho...eu tenho um pinscher, e ele gosta é de enfrentar só cachorrão haha, ele olha os pequenininhos igual ele e ignora rs, acho que ele pensa que é grande haha. Aranje um pra morar aí com vc, a gente aprende tanto com ele...
    É difícil mesmo essa sensação de estar sendo perseguido. Mas é isso aí, um dia de cada vez, é assim que se vence na vida! Não tenha jamais medo dos evangélicos, tá bem querido? Eu sou evangélica e só queremos o bem das pessoas.
    Ah, tenho uma pergunta...tenho um amigo que gosto muito, que é esquizofrênico, mas ele acredita que as vozes que ouve são de verdade. Já disse pra ele a verdade, mas ele fica bravo comigo. Como posso convencê-lo?
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os pinscher são mesmo bravos, tenho uma amiga que tem um, e, quando algum estranho entra na casa dela, ele fica mordendo o calcanhar das pessoas rsrsrsrs. Eu adoro cachorros, pena que, onde moro não tem como ter um.
      Com relação aos evangélicos, não tenho nada contra, a não ser contra os que aproveitam a fé do povo para se enriquecerem, mas isso acontece em todas as áreas da atividade humana, como na política, nas profissões, etc. Fui muito ajudado pelos evangélicos no periodo em que estava nas ruas. Guardo até hoje uma bíblia que ganhei de uma evangélica. Essa mania de perseguição é generalizada, citei os evangélicos, pois, no meu caso específico, a religião estava bastante presente nos meus pensamentos, pois sempre busquei a Deus e entender como tudo funcionava. Quando estava ensurtado, cheguei a pensar um dia que iria cair um dilúvio em Belo Horizonte e ai comecei a tentar convencer as pessoas a irem para a parte mais alta da cidade(foi até engraçado, quer dizer tragicômico isso). Me lembro agora também de um dia em que tinha achado um lugar para dormir, pois estava nas ruas, e a cada tinha dormia em um lugar diferente, para tentar enganar os meus "inimigos imaginários". Mas quando me acomodei, um cara com a camisa do time rival ao qual eu torço passou e olhou para mim. Foi o suficiente para pensar que a torcida inteira do time rival estava planejando me matar, e ai tive que encontrar um outro lugar para dormir naquele dia. Algumas situações foram até engraçadas, claro que hoje acho isso, pois o pior já passou.
      Com relação ao seu amigo, ele tem esquizofrenia há muito tempo? Se ainda tem pouco tempo, o começo é assim mesmo. Se ele estiver ensurtado, é meio difícil conseguir convencê-lo de que as vozes não são reais. Mas se ele não estiver, seria legal ele assistir um filme bem conhecido pelos portadores de esquizofrenia: se chama "Mente brilhante", e ele é baseado em fatos reais. Seria bom ele também pesquisar o assunto na internet, tanto lendo como vendo alguns vídeos do youtube também, sabendo quem tem intenções sérias para postar sobre o assunto. Outra coisa legal também seria ele ter amigos com o mesmo transtorno, tanto na vida virtual como na vida real, pois o fato de saber que não está sozinho nessa pode ajudar um pouco, a troca de experiências também ajuda muito. Pena que o orkut está meio devagar, pois lá tem muitas comunidades sobre esquizofrenia e ele poderia assim conhecer pessoas com esquizofrenia.
      Em sua cidade existe um centro de convivência ou uma associação para pessoas com transtornos mentais? Se sim, também seria legal ele ir lá, para conhecer. E, quanto aos medicamentos, o ideal é se consultar com um psiquiatra que tenha tempo para analisar o caso dele e, com o tempo, achar uma medicação e a dose certa para o caso dele, sem que isso o deixe dopado. Infelizmente no sus, na maioria das cidades os profissionais são mal renumerados e tem a obrigação de atender várias pessoas em um curto espaço de tempo. Tive a sorte de encontrar bons profissionais, mesmo na rede pública, e isso me ajudou bastante também.
      Espero que essas dicas talvez possam ajudar o seu amigo. Felicidades e muita saúde e paz por ai.

      Excluir
    2. Ah é mesmo, eles são danados rs, é ciúme que sentem do dono, mas com os donos são super dóceis. Também tenho um "cofap", mas o pinscher é mais dócil ainda que ele.
      Ah sim, tem muitos "evangélicos", como a igreja Universal e outras por aí que usam da boa fé das pessoas para roubar, é um absurdo! Cuidado com as igrejas desse tipo, que só falam em $. Agora existem igrejas evangélicas sérias, como a Metodista, a Presbiteriana, a Batista (que é a minha), que pregam Jesus Cristo, o enviado por Deus para morrer em nosso lugar. Leia essa Bíblia que você ganhou, ok?
      Bom, quanto ao meu amigo, eu acho que ele já tem esquizofrenia crônica sabe? Mas nunca procurou tratamento, e o que me espanta, é que a família dele parece que não tá nem aí, entende? Já falei pra ele assistir esse filme, que eu inclusive já vi, mas ele não quis nem saber...também já falei pra ele pesquisar sobre o assunto e até enviei um video seu para ele ver e nada...Nós moramos em cidades diferentes. Essa sua dica sobre ele ter amigos com o mesmo transtorno é boa! Vou pensar em algo sobre isso...porque tá difícil convencê-lo tadinho, fico morrendo de pena ver ele sofrendo.
      Brigadão pelas dicas! Um abraço

      Excluir
  6. Mto bacana falar disso nesse tom de humor. Conseguiu dar leveza a um tema tão sério. De fato adorável!!

    ResponderExcluir
  7. Obrigado por visitar o blog. Eu procuro não ficar me lamentando tanto, ainda vivo com esse problema até hoje, mas creio que o pior já passou. E nada como rirmos de nós mesmos, mesmo em algumas situações delicadas.

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito do seu blog, Parabéns! Não sei como vc reagiria ao sucesso de seu livro,mas gostaria que não desistisse dele,pois vc escreve muito bem! De qualquer modo, o blog lhe dá o distanciamento necessário. então, não pare nunca de escrever. Grande parte dos escritores, escultores, pintores, o fazem não pelo prazer da criação, mas pela necessidade. Dar nome ( conhecer) aos nossos fantasmas torna-os menos assustadores: afinal, dizem que é melhor um inimigo conhecido do que um falso amigo rsrsrs... um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Lúcia. Realmente acho que também não me imagino fazendo sucesso, acho que a mania de perseguição me atrapalharia nisso. Acho que a história merece ser divulgada, até mesmo que o meu nome não fosse divulgado, pois foi uma história muito rica, cheia de aventuras(pois foi realmente uma aventura ficar nas ruas), sem contar também a ajuda das pessoas. Sinto a necessidade de escrever mesmo, faço isso acho que desde os 22 anos de idade. É como se fosse uma terapia.
      Obrigado e felicidades pra vc.

      Excluir
    2. Muito interessante. Você tem a incrível sensibilidade de praticar uma coisas que muitas das pessoas não estãos dispostas: expressar francamente o que sente.
      Tenho muito respeito pelo seu blog e acho fantástico sua iniciativa em escrever o blog.
      Rapaz, o talento te persegue. Você é muito bom.

      Excluir
    3. Valeu pela força, fico muito feliz mesmo por ter gostado. No começo cheguei a mentir para as pessoas dizendo que ainda estava trabalhando, etc. Mas, com o tempo não estava me sentindo confortável com essa situação, e resolvi assumir que tenho o transtorno, pois acho que é o primeiro passo para conviver melhor com a patologia. Não adianta querer enganar aos outros,e o pior, a si mesmo. Mas, mesmo com algumas "apoquentações", dá para se viver quase que normalmente com esse transtorno.

      Excluir
  9. Oi Julio, sou a Flavia e axo q tenho maina de perseguiçao. Comecei a ler sobre mania de perseguiçao e axei o blog de li frança e li que voce falo no blog dela que tem mania de perseguiçao e esquizofrenia tambem. Qual diferença entre maina de perseguicao e esquizofrenia???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Flavia. Obrigado por visitar o blog. Mania de perseguição é apenas um dos sintomas da esquizofrenia. Quem tem mania de perseguição não quer dizer que necessariamente vá ter esquizofrenia. Muita gente tem mania de perseguição, mas em grau leve, como por exemplo, se sentir observado em meio a multidão. Já a esquizofrenia é um transtorno, que até hoje ainda não se chegou a uma conclusão definitiva sobre as causas, mas a mania de perseguição e as alucinações são alguns dos sintomas mais comuns. Se você tem mania de perseguição em um grau leve, não se preocupe, se achar necessário, procure fazer uma terapia, mas só pense em medicamentos em último caso mesmo, só se for algo que te impeça de sair de casa por exemplo, ou que te faça entrar em pânico. A mania de perseguição é bem mais comum do que pensamos, mas acho que você não se deve preocupar com isso, se estiver lhe atrapalhando, procure uma terapia, uma psicóloga.

      Excluir
    2. oi tudo bem meu nome e franciele meu ex marido e esquizofrenico convivie com ele durante 5anos depois que mim separei depois de um tempo ando percebendo que nao estou bem estou sempre achando que tem alguem mim abservando e quando ando na rua acho que to mundo mim olha e que estao mim observado e fico muito irritada e agora tambem acho que tem alguem querendo mim mata sendo que nao deve nada pra ninguem estou acho isso porque como fico muito irritada quando ando na rua e acho que tem sempre alguem mim encarando entao acho que as pessoas mim acham metida e por andar como a cara muito fechada e nem olhar para o lado entao estou achado que tem alguem querendo mim mata e quem tem alguem rondando minha casa sera que sou uma esquizofrenica tambem

      Excluir
  10. Comecei passar com picicologa!! Brigada por ter me respondido. bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá, foi um alívio ter lido um artigo destes, me sinto mal achando que sou só eu que passo por isso, você parece ter os mesmos sintomas meus, minha vida ficou parada depois que a esquizofrenia apareceu, tudo desmoronou e a mania de perseguição não para, e as vezes dá vontade de me suicidar de tanta aflição e angustia que me dá. Chega a ser insuportável. Obrigado por ter feito um artigo como este, irá me ajudar e ajudar muitas pessoas que se acham sozinhas no mundo por causa desta doença terrível!

    ResponderExcluir
  12. Meu irmão, que a luz do Cristo esteja contigo!

    Minha intenção aqui é de apenas te apontar um caminho como possibilidade de melhora das tuas condições, caso assim vc deseje.

    Quando criança eu me sentia observado constantemente enquanto brincava sozinho. Vivia doente e sempre me acidentava. Na adolescência tive muitos problemas de sistema nervoso que se arrastaram até grande parte da fase adulta. Dos 26 em diante vivi um inferno por aproximadamente 15 anos. Tive depressão profunda, síndrome do pânico e transtorno obsessivo-compulsivo. Se um destes problemas parece o fim do mundo para muita gente, imagine os três juntos. Passei a ouvir vozes, era xingado durante o período entre o estado de vigília e o sono. Sofria perseguições em sonhos e recebia ameaças. Passei a ver vultos. Tinha impressões de que alguém conspirava algo contra mim, que meu computador tinha sido invadido, dentre outras coisas que não devo relatar.

    Para mim, nada disso me parecia patológico. Tentei iniciar alguns tratamentos com medicamentos que só pioravam meu estado geral. Um dia resolvi procurar uma casa espírita (de Kardec) para saber o que se passava comigo. Procurei ajuda em três casas ao mesmo tempo, embora isso não fosse o recomendável por diferenças de vibrações energéticas.

    Hoje não tenho mais nada daquilo, mas posso te garantir que não foi nada fácil. Experienciei situações muito desagradáveis. Conheci coisas que muitas pessoas duvidam que exista. Quando iniciei os tratamentos, houve uma reação muito violenta por parte de quem não queria me dar sossego. Sofri muito, pois não conseguia ficar dentro das casas para ser ajudado. Tinha vontade de fugir de todas. Sentia-me muito mal. Sofria no meu lar também. Às vezes achava que ia morrer, mas persisti, pois, pelo menos no meu caso, para mim tudo aquilo não vinha de mim, mas de influências espirituais.

    Tudo varia de caso para caso, mas se vc não tentou, acho que valeria a pena. Outra possibilidade seria vc procurar um atendimento com quem trabalha com apometria. Procure se informar sobre estas coisas. Vc é um indivíduo muito capaz. Esteja atento aos teus pensamentos se for começar a procurar a ajuda. Veja como tuas ideias ou as vozes se manifestam com relação à procura por uma solução. Se houver impedimentos, controle mental para que vc não vá adiante, é um ótimo sinal. E lute, não permita que te dominem.

    Ouvi um palestrante, diretor de um conhecido hospital psiquiátrico do RJ, dizer que a maioria dos internos sofre de grave obsessão espiritual e não necessariamente de doenças psiquiátricas.

    Desde já gostaria de dizer que nada é garantido. Tudo depende muito das condições por que passa cada pessoa e do quanto ela consegue se esforçar pela melhora em sua vida. Também, pode haver um limite para o quanto cada um pode ser ajudado numa existência.

    Não responda, pois não voltarei para ler.

    Que Deus te abençoe!

    Obs: Também penso em escrever minha história de vida. É bom para ajudar os outros e nós mesmos. Quando ajudamos alguém, é a nós mesmos que estamos ajudando!

    ResponderExcluir
  13. olá, tudo bom? e o seguinte, uma prima muito querida por mim e nossa família, voltou estranha de uma viagem que fez, tipo ela alega estar sendo vigiada, por camêras 24 horas, desliga todos eletronicos não acessa rede social, criou um suposto amor por coisas totalmente sujas como ficar beijando uma vassoura velha abandonada, fica resmungando sozinha bem baixinho, as vezes ela sai correndo do nada e deita no chão ou se ajoelha, e começa a rezar falando para nós (entes queridos dela) para termos cuidado, fica perguntando aonde agnt vai, vive ligando para agnt na rua perguntando com quem estamos enfim, estamos bastante preocupados com o caso dela, não sendo preconceituoso com vc e com nenhum esquizofrenico, mais gostaria de perguntar se é grave de mais a ''doença'', vc foi diagnósticado? toma anti-psicóticos, pode ser algum tipo de droga ingerida no reveillon (viagem feita por ela) aa antes que eu esqueça ele vive dizendo que a mãe vai morrer e pede que ela reze (ore) pedindo perdão por todos os erros cometios por ela... aguardo sua importante resposta, mto obrigado e fique bem! abrç

    ResponderExcluir
  14. Olá Júlio!
    Gostei muito de seu blog, eu conheci o seu trabalho pelo youtube (aonde infelizmente é aonde costumo frequentar mais, não tenho muito tempo para ler :( ) depois de passar um tempo de quando sofri uma crise paranóica que me levou a uma hipocondria (aí a razão de ver os seus videos rsrsrsrs). As minhas crises de doenças chegaram a ser tão forte que eu quase cheguei a surtar (ou surtei??), aonde me levou a minha mania de achar que eu estou ficando louco e a pensamentos malucos e descontrolados. Graças a Deus que eu sou bem acompanhado por minha psicóloga. Espero que lendo suas experiencias eu me relaxe mais com essas minhas manias hahahahahaha...

    abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Allan, obrigado por visitar o blog. O primeiro passo você deu, que é reconhecer que tem alguns pensamentos que não condizem com a realidade. E, se puder ser acompanhado por bons profissionais, melhor ainda. Esses sintomas da esquizofrenia muita gente tem, só que em menor grau, o problema é quando passa a trazer prejuizo para a vida da pessoa, ai é momento de pensar em se tratar.
      Abraços

      Excluir
  15. Gostei desse blog, por ser um espaço onde as pessoas podem compartilhar seus problemas em comum!

    Tenho uma amiga que diz estar sendo vigiada por um cara mega super hiper bilionário, que paga todo mundo para vigiá-la. Do jeito como fala, é como se ela tivesse descoberto que ele é o dono do mundo e agora precisa vigiá-la, para ver se ela não conta para ninguém esse "segredo".

    Ela chegou a me perguntar se alguém veio me pedir para sondá-la também. Já tentei convencê-la a ir ao psiquiatra (ela ficou internada uma vez, há vários anos atrás), mas ela diz que não é doente e fica ofendida. Nunca tive a intenção de ofender; só quero ajudá-la a se livrar dessa eterna mania de perseguição.

    COMO CONVENCÊ-LA A IR NO PSIQUIATRA? Ela vive dizendo que irá sumir e tenho medo que vá morar nas ruas, achando que estará disfarçada, para passar despercebida diante do mundo inteiro (que ela acha que foi pago para vigiá-la). Ela disse que se afastou até da família, dizendo que estavam sendo pagos para controlá-la.

    Obrigado se tiver paciência de ler e de comentar!

    ResponderExcluir
  16. Eu que agradeço a visita ao blog. Realmente pode ser muito difícil de se convencer um portador de esquizofrenia a aceitar a patologia e iniciar um tratamento. Às vezes desconfiamos até dos próprios familiares. Ela já viu o filme mente brilhante? No meu caso ajudou e muito a me entender melhor, quem sabe não a ajude?

    ResponderExcluir
  17. acho que sou esquizofrênica qualquer buraco que eu ver tenho que tampar porque penso que pode ter alguma câmera la que fica me observando qualquer urso ou boneca que eu ver tenho que esconder ou cobrir os olhos porque penso que estão me vigiando ou coisa do tipo todas as noites tenho que fechar tudo no meu quarto não posso ver uma brexinha de porta ou qualquer coisa aberta se não entro em panico pensando que tem uma câmera ou "alguém" la dentro me vigiando não consigo ficar dentro de casa sozinha com os quadros de fotos da minha mãe cubro todos com pano ou algo do tipo porque penso que estão me observando não sei oque fazer como posso parar com isso? se puder me ajudar vou agradecer e muito beijoos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, nem todo mundo que tem mania de perseguição é portador de esquizofrenia. Existem vários graus de mania de perseguição. Quem sabe o seu não se resolve com terapia apenas?

      Excluir
  18. Olá cara, falou tudo o que sinto, acho que o pior ja passou, mais ainda nao saio na rua acho que ta todo mundo me olhando e tenho despersonalização a despersonalização é confundida com esquizofrenia. mais ai cara adorei seu texto fica com deus ai e melhoras

    ResponderExcluir
  19. Valeu Guilherme pela visita ao blog. Muitos pensam que é frescura, mas se sentir perseguido ou pensar que estão todos nos olhando é algo que chega até a atrapalhar nosso raciocínio. Sem contar o desconforto com a situação, e tudo perde o prazer: ir ao shopping, almoçar fora, ir a um show, etc. Tudo de bom para você e melhoras também.

    ResponderExcluir
  20. eu tb sinto perseguido, eu sinto que o drogados noias querem me incriminar por trafico de drogas, ajunta 2 ou 3 e qdo voce passa em via publica eles passam a indicar você que é traficante pra a policia, na minha casa tem muito drogado e onde trabalho também, mas eu nunca mexi com isso. é muito complicado a perseguição.Voce relatou bem memórias de um esquizofrenico. Uma pergunta qdo você ia fazer perícia você comentava isso para o medico perito ?

    ResponderExcluir
  21. Sim, eu procurava falar sobre tudo o que estava acontecendo comigo naquele momento. Eu também tenho alguns pensamentos em relação a drogas, apesar de não usar. Penso que a polícia acha que sou usuário de drogas, e também penso que os traficantes acham que eu sou o "caguete". ou seja, estou cercado pelos dois lados em minha mente. Tenho que saber controlar bem isso.

    ResponderExcluir
  22. Meu irmao comecou a pouco tempo de com essa mania de perseguição diz q os amigos querem lhe matar hje ele disse q meu irmao quer mata - lo quando ele fica em casa sozinho com minha mae ele tranca todas as portas e janelas sera q ele está ficando com esquizofrenia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha,eu não me sinto capacitado para fazer um diagnóstico, ainda mais assim, pela internet. Mas a mania de perseguição é um dos sintomas clássicos da esquizofrenia, juntamente com as alucinações auditivas. Existem vários graus de mania de perseguição, e isso não quer dizer que quem tem mania de perseguição vá ter esquizofrenia, mas, pelo comportamento do seu irmão, infelizmente as chances de que ele tenha esquizofrenia são grandes. Eu sei que é difícil, mas o melhor a se fazer é conversar com uma psicóloga.

      Excluir
  23. vocês também esculta vozes dentro de vocês ? parece que eu estou ficando louco, estou escultando vozes isso e sintoma de esquizofrenia ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Além da mania de perseguição, existem vários outros sintomas da esquizofrenia, inclusive escutar vozes. Mas isso não quer dizer que você tenha esquizofrenia, o ideal seria você conversar com uma psicóloga para ver o que está acontecendo e assim ver se precisa de acompanhamento psiquiátrico ou não. Obrigado por visitar o blog.

      Excluir
  24. Eu tenho mania de perseguição tbm... o pior é que sou paranóica tbm e depois eu descubro que realmente, as pessoas estavam me perseguindo. É horrível isso, mas sempre acabo encontrando fundamento nas perseguições que fazem comigo. Só que as vezes fico doente mesmo, com depressão e sintomas psicóticos.

    ResponderExcluir
  25. Parabéns! Você é muito corajoso de escrever sobre seu problema, encarar possíveis discriminações, etc. Eu não falo quase pra ninguém que sou bipolar. Porque até as amigas mais próximas fazem piada (acho humilhante). Enfim, eu tenho mania de perseguição não sei em que grau... rsss Gostei muito do seu blog! Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço por visitar o blog. Realmente o preconceito é grande, mas, como estou aposentado, achei que seria uma boa levantar essa bandeira contra a falta de informação sobre a esquizofrenia. Até que hoje o termo bipolar está mais aceitável do que a denominação anterior, que era psicose maniaco depressiva. Hoje até virou chique ser bipolar, doença de artista e tals. Mas brincadeiras a parte, no trabalho a discriminação é a mesma para qualquer transtorno mental.

      Excluir
  26. Gente, eu sofro muito com isso, Ainda escuto pessoas falando perto da minha casa, então parece que estão falando de mim. A maioria das vezes eu escuto ameaças, como estas pessoas estivessem me ameaçando. Tem dias que não durmo. Fico rolando na cama pensando o que estas pessoas teriam contra mim para ficarem sempre atrás de mim me ameaçando. Quase não saio de casa, tenho poucos amigos, tem dias que até para sair na rua para levar o cachorro para passear é um problema. Isso acontece comigo de tempos em tempos. Há períodos que me sinto normal, não escuto ameaças, consigo siar de casa, mais há períodos que é muito difícil sair. Faço um esforço tremendo para ir trabalhar e estudar. Minha esposa me apoia muito e me da muita força.
    Minha maior dificuldade é me formar, pois a faculdade é noturna. Tenho que enfrentar o medo e seguir, antes de ir a faculdade e antes de sair da faculdade oro (prece) varias vezes e então dou o primeiro passo e vou.
    A vida assim não tem graça. A única graça na vida para mim são as pessoas que me cercam; esposa, pai, irmão, poucos amigos. Tento sobreviver a tudo isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é bem complicado mesmo. Sair de casa acho que é um dos principais desafios para quem tem a mania de perseguição em um grau mais grave. Mas não desista nunca, ainda não achei um medicamento que resolvesse isso sem prejudicar o corpo, mas vou lutando.

      Excluir
  27. Gostei muito do seu Blog. Tenho uma filha com sintomas de perseguição, mas não admite estar doente ou com algum problema. Acredita ser tudo real. Gostaria muito que um dia percebesse que o que sente são sintomas da sua doença. Agora não quer comer. Estamos passando por período difícil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino como deve ser. Talvez ela pense que a comida esteja envenenada, mas também pode ser só uma mania de perseguição leve. Já tentou conversar com ela sobre ir à uma psicóloga? Acho que quanto mais tentar solucionar o problema, melhor. Abraços

      Excluir
  28. memórias de um esquizofrênico, você é aposentado ? eu estou afastado faz um ano por esquizofrenia paranoia pelo INSS. eles(peritos) dão dois meses até a próxima perícia no INSS. Quanto tempo eles afastavam você pelo mesmo problema ? demorou muito para você se aposentar ?

    ResponderExcluir
  29. Fiquei cinco anos fazendo perícias. Às vezes me davam três, outras me davam dois meses. Foi bastante desgastante, mas no final tudo correu bem. Vá em frente, procure não pensar tanto nas perícias quando elas se aproximarem, tente conversar com um advogado se sentir-se muito desgastado com essas perícias. Obrigado pela visita ao blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hoje eu fui na pericia....o medico quase me deu alta ....ele esperou eu sai na porta para pedi para eu voltar e me dar 2(dois) meses de afastamento.... acontecia tb com vc isso ? o medico sempre ameaçava que ia dar alta ? o que você falava para ele ?

      Excluir
    2. Bem, essa situação nunca aconteceu comigo. Só teve um psiquiatra que havia dito que eu não tinha nada e me mandou fazer uma nova perícia. Geralmente os peritos me perguntavam como estava me sentindo e eu falava simplesmente a verdade mesmo. Espero que tudo dê certo em suas perícias e que tenha melhoras.

      Excluir
  30. Ola Amigo,
    gostei muito do seu post. Obrigado por dividir conosco seus fantasmas.
    A dois anos atras eu passei por uma crise de perseguicao e cheguei ate a me cortar no braco e no pescoco pois nao aguentava mais a pressao.
    Nessa epoca eu morava no Japao e por questoes financeiras estava muito stressado. Morava com minha esposa e meu filho que na epoca tinha 2 anos. Comecei a pensar que tinha feito muita coisa errrada na vida e por isso estava sendo perseguido. Acabei voltando para o Brasil e mesmo assim passei um ano inteiro com os mesmos sintomas. Tinha medo de ficar em casa sozinho pois achava que viriam me matar. Durante todo esse tempo estava tomando remedios para transtorno bipolar e frequentando semanalmente o psicologo.
    No final do ano passado recebi uma proposta de trabalho para voltar ao Japao e acabei aceitando. Foi um desafio para mim voltar ao lugar onde tudo aconteceu e sabendo dos altos indices de suicidios que tem la. Mas encarei e fui. Minha familia ficou no Brasil. Fui sozinho. Durante os primeiros meses passei apenas uma crise forte durante o trabalho pois achava que estavam bolando algo para me prejudicar. Mas consegui superar.
    Mas acabou acontecendo outra tragedia na minha vida. Minha esposa adoeceu e acabou descobrindo um cancer em estagio muito avancado que acabou tirando a vida dela. Quando eu cheguei aqui no Brasil ja a encontrei na UTI e nem consegui me despedir dela direito, foi tudo muito traumatico.
    Toda a familia achou que ue iria piorar depois disso, mas meu filho esta me dando muita forca apesar dele ter apenas 4 anos. Ainda tenho pensamentos persecutorios, mas estou conseguindo controlar.
    Parei de tomar remedio e comecei a me preocupar muito com minha comida. Ainda vou ao psicologo mas pretendo para em breve.
    Realmente eh uma doenca muito ingrata, dificil de lidar, pois tudo parece ser armado, uma farsa e que so voce nao sabe. Queria muito arrumar uma maneira de ajudar pessoas que passam por esse problema. Acredito que fazendo isso a minha propria doenca pode melhorar.
    Bom, agora que descobri seu blog vou ficar em contato. Mais uma vez obrigado por dividir seu caso conosco. Voce nao sabe o bem que me fez. Desu te abencoe!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por visitar o blog, Sua história é muito comovente e parabéns pela força e coragem que conseguiu encontrar para enfrentar esse transtorno. Realmente já tinha ouvido falar sobre os casos de suicídio que acontecem no Japão, será que é algo relacionado a síndrome do estrangeiro? Sinto que estou tento um pouco isso, por morar em um estado um pouco estranho para mim, que é São Paulo. Vou voltar nesses dias para Belo Horizonte, onde me sinto em casa. A alimentação é muito importante mesmo, eu me sinto bem com o ômega 3, depois é só pesquisar no google sobre o ômega 3 e esquizofrenia. Continue assim na luta, não tem cura ainda, mas tem controle. Abraços

      Excluir
  31. Acho que o meu namorado tem esquizofrenia. Aliás tenho quase certeza, mas isso não me importa, porque o me importa é ele o bem-estar dele.
    Mas o que me deixa absolutamente destruída, é quando por algum motivo, algo engatilha um surto de perseguição, de desespero, achar que todos querem se livrar dele.
    Teve um vez que ele me perguntou até quando eu iria levar aquela 'farsa' sem ele descobrir quem eu sou.
    Isso me corta o coração, não por mim, mas pelo sofrimento que ele deve sentir por achar que eu estou brincando, perseguindo ou conspirando contra ele. Eu imagino a sensação de abandono que ele deve sentir... é muito triste vê-lo assim. Depois que passa o surto, ele volta ao normal carinhoso inteligente e culto.
    O que eu posso fazer para ajudá-lo nesses momentos de 'perseguição'
    Ele não tem cultura para aceitar que tem essa doença. Se ele pudesse me permitir falar sobre isso, ele poderia buscar tratamento. Mas infelizmente a sociedade discrimina qualquer pessoa que tenha como médico um psiquiatra. É muito triste isso.
    Mas voltando ao meu namorado, como eu posso ajudá-lo e confortá-lo nesses momentos de desespero? Como mantê-lo em uma boa vibe, com um padrão mental saudável, manter o foco em algo bom?
    O fato dele ser ou não esquizofrênico não faz diferença nenhuma para mim, porque ele é um homem incrível e não uma doença.
    O que me entristece é que às vezes eu me sinto inútil por não conseguir fazer nada, além de amá-lo, escutá-lo, compreender cada momento dele.
    Já consegui 'controlar' vários surtos de que ele está sendo perseguido, ou que o 'tinhoso' quer a alma dele, coisas assim.
    Eu não sou profissional, eu sou apenas um ser humano que ama outro ser humano, não tenho a pretensão de curá-lo, medicá-lo ou diagnosticá-lo, porque eu não sou profissional da área, eu apenas peço uma luz para amenizar o sofrimento dele nesses momentos tão difíceis.
    Muito obrigada pela atenção.
    É bom saber que existem pessoas que podem ajudar a nós que amamos um ser humano com esquizofrenia..

    Ahhh gostei muito do seu blog. É muito bacana esse tipo de abordagem e depoimento sobre uma doença que as pessoas discriminam tanto.
    As pessoas precisam aprender a enxergar e sentir a alma do próximo e não o seu diagnóstico médico ou conta bancária, alguma coisa assim. Muito obrigada e parabéns pelo lindo trabalho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, parabéns pela sua dedicação a seu namorado. Realmente é algo muito difícil, quase que impossível, convencer um portador de esquizofrenia em um surto. Não adianta falar "isso é coisa de sua cabeça" ou algo parecido. Tente olhá-lo bem nos olhos, dizem que os olhos são o espelho da alma. Isso aconteceu comigo, mas eu já estava saindo do surto, mas ainda desconfiava que as pessoas queriam me prejudicar. Quando fui dormir em frente de um prédio, o vigia apareceu, e fiquei assustado, mas o olhar dele me passou confiança e acho que foi a primeira pessoa com quem conversei por um bom tempo depois do surto.

      Excluir
    2. eu só consigo dizer que nunca li algo mais bonito do que isso.

      Excluir
  32. ahaha eu cheguei aqui procurando por "acho que eu estou sendo perseguido" no google e esse texto poderia muito bem ter sido escrito por mim mesmo... eu sou esquizotipico

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita ao blog. Depois irei pesquisar o que vem a ser esquizotipico. Hoje são muitos as subclassificações desses transtornos que a gente acaba se confundindo. Mas a mania de perseguição é um sintoma que atinga até quem não tem esquizofrenia, só que em menor grau. VLW

      Excluir
  33. Olá...Parabéns pelo Blog. De tanto procurar respostas para minha situação acabei encontrando seus relatos. Tenho desconfiança de que meu namorado tenha algum tipo de mania de perseguição. Estamos juntos a 5 anos e já posso dizer que o conheço um pouco melhor. Já discutimos muito nos seus momentos de “crise”. Diz que não falo a verdade p ele. Ele chegou a me acusar de estar envolvida junto com outras pessoas e fala coisa que me magoam profundamente. Está no ponto de acusar meus amigos mais próximos, minha família...e agora não fala mais com os próprios pais. Não sei com lidar com tudo isso. Ele fala repetidamente que todos são psicopatas, sequestradores, envenenadores, torturadores e sequestradores. Ele trabalha como policial e isso me preocupa ainda mais. Chega a falar que vai fazer justiça e prender todos (inclusive eu se continuar a não falar nada p ele)
    Percebo que sempre “surta” (isso aconteceu já umas 4 vezes) em momentos de grande stress. É uma pessoa que vive mergulhada em seus pensamentos, tenho sempre que me preocupar no que vou dizer p ele. Apesar disso na maioria das vezes é uma pessoa muito atenciosa, amorosa e dedicado a mim. E eu o amo muito e quero ajudá-lo.
    Creio que não aceitará que tem algum transtorno. Pois tudo p ele é real. Em nossas brigas...antes eu tentava convencê-lo que tudo era coisa da cabeça dele.....não adiantava nada!!....Hoje..não consigo falar nada (estou sem argumentos e cansada).......permaneço na maioria das vezes em silêncio e parece que o irrita a ainda mais.....com o passar do tempo ele se acalma e voltamos a conversar.....A minha pergunta é como posso lidar com essas situações?????........obrigada é muito bom saber que existe pessoas como você disposta a ajudar...Parabéns de todo coração!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, realmente a situação é difícil mesmo. Quando estamos surtados ou mesmo estressados com as nossas paranoias, desconfiamos de tudo e de todos, inclusive de parentes e amigos. É quase impossível convencer o portador de que o que se passa em sua cabeça não corresponde à realidade. Até aconselho a não dizer "ah! isso é coisa de sua cabeça, você está delirando!" Isso pode piorar a situação e o seu relacionamento. No meu caso, tive que passar por momentos difíceis e complicados até descobrir que o que eu tinha era esquizofrenia. Talvez o seu namorado não tenha esquizofrenia, mas seria uma boa uma conversa com uma psicóloga. Ele já viu o filme Mente Brilhante?

      Excluir
  34. me ajuda acho que querem me matr meu sogro e uma ex namorada. estou em crise sinto que todos me olham e tentam contra minha vida nao sei o que fazer preciso de ajuda acho querem me matar tirar minha vida mania de perseguição. nao confio neles. tomo respiridona de 2g mais recomei tem dois dias. hoje passei por uma situação que disparou o gatinho. o que posso fazer preciso me encontrar e me acalmar me ajuda me ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, desculpe a demora em lhe responder. Sinceramente não sei como lhe ajudar, a não ser dizer que passei por tudo isso também e sei como deve estar se sentindo. Continue com o tratamento, tente encontrar alguém em quem você confie, pode ser algum familiar ou alguém do lugar em que você faz o tratamento.Qualquer coisa estamos ai, me add no facebook se quiser conversar.

      Excluir
    2. como posso te adicionar no Facebook qual seu nome

      Excluir
    3. julio cesar dos santos se não achar poste o seu nos comentários que te adiciono

      Excluir
  35. Olá Caro Companheiro Esquizofrênico.

    Caí no seu post após jogar no google, "me sinto perseguido por evangélicos". Ao ler sua narrativa, de cara me emocionei e me identifiquei com várias situações descritas. Entendo que temos uma dificuldade de diferenciar o perigo real do perigo imaginário e some a isso que vivemos em uma sociedade que a todo momento faz propaganda dos vários perigos para impulsionar a indústria da "segurança". Mas uma postura que tenho adotado em relação a vida é ser positivo, quando vejo os tiras passando na rua ai que eu aumento o som mesmo, e coloco aquela música Kátia Flávia do Fausto Fawcet, em que ele diz polícia pode vir! sei que não incorro em falta de respeito pois essa hora os pobres e honestos polícias que passaram ja estão em outro bairro e tudo foi uma visão deturpada que tive. Estou também afastado, e essa condição é humilhante pois vivemos em uma sociedade que nos julga em função do nosso emprego e de nosso status social, porém hoje fui até um centro que cuida de animais abandonados oferecer meus préstimos voluntários e sabiamente sem identificação social. Sabe, só quero sair do serviço e me sentir bem, voltar a fazer algo pelo próximo, claro que sempre esclareço minha condição e peço um local onde eu seja bem encaixado pra trabalhar ( existe local pra tudo). E aí sigo em frente, as vezes ser esquisito pode se tornar aceitável e freak, e adotar uma postura mais positiva pode fazer bem pra gente e também pra sociedade. Faço o que posso, tipo comprei uma planta e ela morreu por falta de cuidados. Hoje sei que animal nem pensar. Então vá em frente, os obstáculos serão prazerosos quando se aprende com eles. Não me limito, pelo contrário, me exploro. Um beijo de um cara que tá quase lá.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita ao blog. Realmente temos esse problema de aumentar a realidade, às vezes a criamos, mas os problemas maiores creio que seja na distorção da realidade. Realmente existem os evangélicos que gostam de perseguir as pessoas que não pensam exatamente como elas. Mas felizmente essas pessoas são minoria, e a maioria dos evangélicos gostam mesmo é de ajudar o próximo. Fui muito julgado por alguns evangélicos, mas também por pessoas que não seguiam nenhuma religião. Mas a questão mistica e religiosa está muito presente em nossos delírios e então podemos ter essa sensação de que somos perseguidos pelos evangélicos. Mas no geral tenho mais que agradecer do que reclamar, pois, quando estava nas ruas eles me ajudaram e muito.
      Você tem uma boa auto análise, e isso é muito importante para vencer os obstáculos não só da esquizofrenia mas como da vida em geral.
      Obrigado pelo seu comentário, costumo dizer que os comentários são tão importantes quantos os posts, por isso costumo responder a todos com o maior prazer.

      Excluir
  36. Oi amigo, tudo bem? Eu estava no Google pesquisando sobre ser perseguido e entrei no seu blog..Me indentifiquei bastante com quase tudo oq vc citou acima..Estou me dando conta q tb sou esquizofrenico..Só que também acho que tenho motivos pra ser assim, ter me tornado..Em algumas situações eu me vi entre "amigos" e percebi estar sendo fotografado ou filmado...Acredito que nem tudo é coisa da nossa cabeça tb, nem tudo é imaginação...Infelizmente existem pessoas dispostas a nos fazer mal, a nos denegrir e a troco de nada ora nos prejudicar...Daí eu fico me perguntando o porquê? Eu não sou nenhum santo, mas jamais agiria de tamanha má fé e maldade com alguém...Eu costumo entregar nas mãos de Deus...Acredito que me tornei uma pessoa extremamente desconfiada por algumas situações que já passei, e sofro com isso...Ta difícil poder confiar em alguém hj em dia..Existe mta maldade hj em dia, uma pena viver desconfiando, sempre com o pé atrás, e a pergunta que não cala, o porquê??? Fico feliz e ao mesmo tempo não em saber que nao sou o único que passa por essa situação. Não tenho nada contra crenças, raça, condição financeira..Na verdade quem sou eu pra ter algum tipo de preconceito? Mas vou relatar um fato, que no momento do meu desespero, querendo desabafar com alguém, eu fui em uma dessas igrejas que pregam mais o valor financeiro doq a palavra de Deus, desabafar com um pastor e ele estava me filmando e gravando a conversa, achei o cúmulo do cúmulo do cúmulo...Mas nao generalizo e estou buscando forças em Deus, existem igrejas que nos dão uma palavra amiga..Só que não são coiaas da minha cabeça, existem evidências e motivos pra eu ter chegado a essa situação e desconfiar de tudo..Sei que preciso me tratar, e quero agradecer por desabafar aqui nesse espaço e te parabenizar pelo blog e pela coragem..To mto triste pelas coisas serem assim, mas quero deixar um recado pra vcs...Deus é justo, entreguemos tudo nas mãos dele, valeu!!! Tatto

    ResponderExcluir
  37. Olá, mas nem sempre quem tem mania de perseguição é esquizofrênico. Costumo dizer que toda piração tem haver com a realidade. Às vezes acontecem algumas coisas em nossa vida e distorcemos e aumentamos esses fatos em nossas mentes. No meu caso em particular eu aumentei e muito a realidade, mas demorou muitos anos para perceber isso, e agora o que está pegando são os sintomas negativos, entre outras coisas. No seu caso seria bom se informar sobre a esquizofrenia, consultar bons psicólogos para constatar se tem ou não esquizofrenia. E também pode tentar outro profissional caso não concorde com o diagnóstico de um psicólogo apenas. A informação é muito importante nesses casos.

    ResponderExcluir
  38. Obrigado Júlio. Vou me informar melhor...e sendo ou nao esquizofrênico, continuarei seguindo o seu blog, que além de ser mto interessante, me indentifiquei bem, obrigado e sucesso!

    ResponderExcluir
  39. Olá... muito bom o seu texto. Estava a procurar na net algo sobre alguns sintomas que meu companheiro apresenta e me deparei com o seu blog.
    Me responda uma coisa, caso você tenha conhecimento é claro. Uma pessoa que teve problemas de epilepsia por mais de 10 anos durante a infancia devido a um trauma (batida forte na cabeça) pode desenvolver esquizofrenia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, em primeiro lugar, muito obrigado pela visita ao blog e pela confiança. Em relação à sua pergunta, realmente não me sinto capacitado para respondê-la, e creio que muitos psiquiatras também não estejam, pois as causas da esquizofrenia ainda causa controvérsias na comunidade científica. Pela minha experiência prática no assunto e pelos meus estudos e pesquisas, pode ser possível que um trauma possa desenvolver um quadro de esquizofrenia, já que uma das prováveis causas da esquizofrenia seja um mau funcionamento do cérebro. Assim como na depressão, em que há baixa produção de serotonina, talvez na esquizofrenia possa ocorrer algo parecido, como o excesso de dopamina. Fonte: http://www.tuasaude.com/esquizofrenia/

      Excluir
  40. Olá amigo, primeiramente parabéns por essa sua iniciativa, com certeza ajudou e ajudará muitas pessoas com este blog. Entrei aqui pesquisando sobre surto psicótico pois acredito que seja isto que meu irmão esteja passando. É bem recente o caso, cerca de 15 dias ele esta tendo insônia, mania de perseguição, esta convencido vai ser preso mesmo sem ter feito nada, que o pessoal do serviço esta tramando contra ele. Sempre foi uma pessoal muito organizada e centrada, mas vejo que esta semana está fora da realidade, não conseguindo ter um raciocínio logico, conflitos emocionais. O bom que ele sabe que não está normal. Convidei-o para irmos ao medico dizendo que estava estressado demais, porem ele não aceitou. Antes de convence-lo a ir ao medico, gostaria de saber o que posso fazer, quais procedimentos tomar. Ele passou por varias tribulações emocionais ultimamente e ainda vem passando, acredito que isto desencadeou este quadro. Não sei como proceder em relação ao trabalho dele, como faço para ajuda-lo a sair desta situação, como convencer a ir ao medico entre outros. Mesmo ele sabendo que não esta bem ao mesmo tempo acredita fielmente no que está passando. Muito obrigado pela ajuda, que Jesus te abençoe sempre!! Seja muito feliz em sua caminhada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras e gostaria muito de ter uma dica para ajudar a resolver o problema do seu irmão, pois é muito difícil convencer uma pessoa que as pessoas não estão contra ela. Isso não quer dizer que ele seja esquizofrênico, pois o stress, fatores emocionais podem surtar qualquer pessoa. Talvez seja uma fase, mas seria muito bom ele fazer terapia, mas temo que receitem antipsicóticos para ele sem necessidade. Talvez precise de um tempo para respirar. Será que ele não consegue uma licença no trabalho? E também talvez necessite de tranquilizantes, mas só por alguns dias, para por a cabeça no lugar. Recomendo que assista esse documentário, é sobre um pais que tem obtido os melhores resultados no tratamento das psicoses, surtos, etc. E eles não usam antipsicóticos, só em último caso. http://memoriasdeumesquizofrenico.blogspot.com.br/2015/03/dialogo-aberto-finlandia.html

      Excluir
    2. Prosseguindo.. Ontem ele mesmo se convenceu que precisava de ajuda e fomos a noite em um hospital de urgência, a psiquiatra plantonista receitou olanzapina a noite e caso tenha insonia, porem ela não deu diagnostico nenhum e não falou nada comigo, saí só com as receitas. Assim que estávamos saindo ele comentava que estava cheio de policias que queriam o prender. Que agora vão puxar a ficha dele, hoje quando chegou do trabalho comentou de casos de perseguição, agora o cenário esta aumentando, mudou ate de lugar onde almoça porque fala que o filme ta queimado. Ele literalmente tem uns 15 dias sem dormir. Não sei se ele consegue esta licença, ate porque não sei se ele quer, esta só esperando "ser preso". Por sinal esta trabalhando muito, mal consegue folga, esta trabalhando praticamente duas semanas seguidas. Não sei se comento com alguem do trabalho dele e como fazer isso, pois não quero que alguem sem querer fale algo e ele fique contra mim tambem que sou o unico que ele se apoia. Sei que estou desesperado, querendo ajudar mas me sentindo impotente. Uma terapia ou algo do tipo acho uma boa mesmo, quero apenas que ele aceite.

      Excluir
    3. Olanzapina é um antipsicótico forte e que tem muitos efeitos colaterais. Os psiquiatras receitam muito rapidamente esse tipo de medicamento. Pelo que percebi, o stress está contribuindo para o estado em que ele se encontra. Tenho receio que ele possa ficar dependente desses antipsicóticos como eu fiquei. Acho que primeiro ele precisa de um tranquilizante, ter um tempo no trabalho, uma terapia com bons profissionais. Caso essas alternativas não deem resultado, ai sim o antipsicótico é o recomendado. Mas no Brasil em questão de minutos os profissionais da saúde mental estão passando estes medicamentos.

      Excluir
  41. Ola eu gostei muito do seu texto e eu to lendo muito sobre esquizofrenia porque to comedo de que eu posso da doente eu sempre uma criança diferente nao gostava de fazer amigos nunca confiei em nimguem fui crescendo assim sozinha eu ate hoje nao sai de casa e quando saio eu tenho medo pois todos ficam olhando pra mim e eu nao sei o que eles querem e de um tempo pra ca tenho reagido de forma esquisita me sinto ameaçada por todos eu arrumei um namorado e me senti ameaçada acabei agredindo ele dentro de casa ja agredi minha mae verbalmente eu ouso vozes penso que tem alguem me vigiando depois da novela alto astral começei a desconfiar que posso ter esquizofrenia. Sera que vc pode me dizer algo a respeito do que contei , muito obrigado pela sua atençao .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Ser diferente na sociedade em que vivemos não considero uma defeito e sim uma qualidade. Mas como você afirma ouvir vozes seria uma boa fazer terapia com uma boa psicóloga ou psicólogo. Mas, tente todas as maneiras possíveis de lidar com essa situação, sem que tenha que tomar os medicamentos antipsicóticos. Na minha opinião, eles só devem ser usados em último caso. Infelizmente a maioria dos profissionais da saúde mental no Brasil só pensam em remédios, acreditando que a esquizofrenia não passa simplesmente de um desequilíbrio no cérebro do indivíduo. Tente uma boa terapia, procure se informar sobre o assunto, ocupar a mente, se conhecer melhor, etc.
      Espero que tenha lhe ajudado.

      Excluir
  42. Tenho todos os sintomas em grau elevado. Como distinguir o real da fantasia.?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito difícil distinguir, não tenho uma resposta para essa pergunta. Bem que gostaria de ter, mas infelizmente não tenho. Às vezes consigo mas bem depois que o fato ocorreu, por exemplo: eu ouço pessoas falando a meu respeito, mas na hora penso que é realidade, e não respondo, continuo andando normalmente. Depois analiso a situação, e, às vezes consigo chegar à conclusão de que se tratou de uma alucinação. Uma vez eu ouvi pessoas falando a meu respeito, mas, depois analisei o fato e, pela distância em que estavam, teriam que gritar e a voz que tinha ouvido não era de pessoas gritando. Outras vezes, mesmo com o fone de ouvido com a música no máximo, escuto um ou outro comentário, e fico na dúvida ainda. É complicado mesmo. Mas hoje elas diminuiram e já me acostumei com elas, o problema também ocorre quando penso que a realidade é uma alucinação. Um conselho que posso dar é que evite o stress.

      Excluir
  43. Meu filho está com uma mania de perseguição muito estranha, ele tem medo de um vizinho; ouve vozes, diz que eles estão organizando para mata-lo, a noite ele entre ele fica completamente fora de si. Ele já se trata a algum tempo e agora o médico passou alem de haldol outro remédio para minimizar isto,mas até agora nada. O que me assusta é que o medo dele até agora é só do vizinho, ela entra em desespero é horrível ve-lo daquele jeito. Como você vê este medo tão específico? o que será isto? O médico psiquiatra disse que nunca viu isto. Estou perdida e estamos sofrendo muito com tudo isto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não sei como responder a essa dúvida em relação ao medo específico do vizinho. Talvez tenha algum fundo de verdade que tenha sido aumentada pela mania de perseguição. Para ilustrar, no meu caso ocorreu realmente de algumas pessoas estarem contra a minha pessoa, principalmente no trabalho e na vizinhança onde morava. Como estava paranoico, aumentei a realidade e comecei a imaginar que o mundo inteiro estava contra mim. Converse com o psiquiatra para tentar outro medicamento no lugar do haldol, que geralmente traz muitos efeitos colaterais.

      Excluir
  44. Ola eu tenho uma irma que de uns meses pra cá começou a apresentar esses sintomas.
    Na verdade a história dela começou, com uma mania de acha que estava cheirando mal. Ela pensava que todos ao redor dela sentia esse cheiro também e se afastavam por isso. Como todos os exames clínicos que ela fez deram negativos para qualquer doença eu a levei a um psiquiatra. Inicialmente foi diagnosticado com um princípio de psicose foi receitado um remédio e tratamento.... Porém a minha irmão recusou o tratamento, alegando que tudo era espiritual e que haviam feito macumba pra ela. Então ela passou a frequentar varias igrejas em busca da salvação e nenhum de nós familiares conseguimos demove-la da ideia, ela fugia de casa pq dizia que nós estavamos possuídos... diz que não eramos quem dizíamos ser, não reconhecia mais minha mãe, seu marido e nem a filha dela... Td isso foi passando um pouco e depois de uns dois meses ela voltou a viver com o marido dela e sua filha, ficou tudo bem por um mes mais ou menos, ela não tinha mais essas crises mais ainda acreditava que alguém tinha feito um trabalho pra ela.
    De dois dias pra cá ela tem apresentado um recaída, diz que pessoas na rua a seguem, tiram fotos, que eles querem prejudica-la. Ela acredita que haja um complor do marido dela pra prejudica-la e recusa novamente qualquer ajuda médica, eu a amo muito e sofro em vê-la assim, abandonei até a faculdade pra tem mais tempo e me sobrar mais recursos financeiros para ajuda-la.
    Se um de vocês souberem uma maneira que eu possa aborda-la e convence-la a fazer o tratamento eu agradeço.

    ResponderExcluir
  45. Cara, muito bom, tenho certeza que sou assim tb, muitos já me falaram que tenho mania de perseguição e tenho todos os seus sintomas e acrecento mais alguns, fobia de banheiro público, penso estar sendo envenenado ao tomar bebidas que não são feitas por mim, cheguei a pensar que jogaram alguma coisa na caixa dagua onde eu tomo banho tipo um ácido quando tinha uma obra ao lado da minha casa, os pedreiros gritavam uns com os outros e eu pensava que estavam falando de mim, desconfio de muita coisa, meu chefe fala que sou a própria teoria da conspiração, tenho grandes dificuldades em relacionar com pessoas e meus contatos sociais são limitados as pessoas que eu confio, já cheguei a encarar vários seguranças de um shopping porque imaginava que estavam atrás de mim, sempre que estou dirigindo fico olhando os retrovisores e se passo por uma rotatoria dou sempre duas voltas na rotatória para ter a certeza de que não estou sendo seguido antes de entrar na rua que quero, enfim putz é tanta coisa que ficaria aqui horas escrevendo, pensava que eu era normal, depois de ler este blog vou procurar ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Obrigado pela visita ao blog. Realmente a mania de perseguição pode ser até incapacitante, pois ela limita certas coisas em nossas vidas. Mas nem sempre quem tem mania de perseguição é portador de esquizofrenia, já o contrário é verdadeiro. Procure conversar com uma boa psicóloga para tentar lhe ajudar a lidar com essa situação. Sei bem o que está passando, até hoje tenho isso. Também cheguei a pensar que a água estava envenenada por algum tempo, e por isso só tomava da torneira do jardim. Também tenho essa paranoia de seguranças de bancos, shoppings etc... Pensam que estão me vigiando o tempo inteiro, quando vou sacar o dinheiro no banco dá até vontade de mostrar na cara deles o dinheiro que saquei, pois penso que eles imaginam que irei fazer algo no caixa para roubar dinheiro, enfim, é como se todo mundo estivesse me julgando o tempo inteiro. Infelizmente os medicamentos atuais nos deixam muito lentos e dopados. Mas tente alguma alternativa natural, como exercícios físicos, ômega 3, e uma alimentação que não seja excitante, evitando café, gluten, chocolate, etc.

      Excluir
  46. Ultimamente tem sido uma tortura lugares com muitas pessoas ,ninguém pode olhar pra mim que eu já imagino que elas querem me matar

    Da noite pro dia criei um medo muito grande de moto, qualquer pessoa na moto já acho que vai sacar uma arma pra me matar

    Eu nunca cometi crimes mas peguei um medo imenso da Polícia eu não sei da onde eu tirei essa ideia mas acho que alguém contratou alguém da Policia pra me matar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei como é tudo isso o que está passando. Os medos algumas vezes não têm fundamento nenhum, e acabam se tornando paranoias que atrapalham e muito nossas vidas. O medo da moto até que tem algum fundamento, pois hoje em dia é um dos meios de transporte preferidos pelos assaltantes. O problema é que às vezes exageramos no medo, que às vezes é necessário para a nossa sobrevivência. Mas, como já disse antes, nem todo mundo que tem mania de perseguição tem esquizofrenia. O que o psicólogo disse?

      Excluir
    2. Transtorno delirante paranoide,Agorafobia e Sindrome do Pânico... Durante a infância passei por uma situação traumatica e durante a adolescência tbm e não procurei ajuda profissional , creio eu que os sentimentos ficaram guardados durante todo esse tempo e atualmente passei por situações muito extressantes e isso desencadeou um surto psicotico , comecei o tratamento não aguento mais sofrer ,não aguento mais esses pensamentos de perseguição,eu até achava que era real pq a paranóia evoluiu tanto que eu comecei a apresentar mais de 1 tipo de delírio , eu comecei a ligar os acontecimento(falsas ideias) e encontrar fundamentos mas pras pessoas ao meu redor não tem nem um pingo de lógica e realmente não tem lógica mesmo eu tenho que parar de pensar que o mundo gira ao meu redor , espero que passe logo... Obrigado pela atenção .

      Excluir
  47. Eu que agradeço a participação no blog e desculpe a demora em lhe responder. Às vezes fico um pouco sem energia, que parece ser os sintomas negativos da esquizofrenia e quase não dá vontade de escrever. Sei muito bem como é essa situação, de que o mundo está girando ao nosso redor, tudo o que acontece pensamos que tem alguma relação com a gente, até se o nosso time perde a culpa é nossa e por ai vai. Mas você já começou o caminho, que é a consciência da situação, esse é o primeiro passo.

    ResponderExcluir
  48. ola , tudo bem ? oi amigo , eu gostaria de te perguntar algo , sera que uma pessoa portadora de esquizofrenia consegue se apaixonar , amar alguem pra ter uma vida a dois e ter um companheiro ? eu gostaria de saber algo sobre isso , pois li aqui sobre ja seus varios anos passando por essa doença ..o que vc me diz a respeito de esquizofrenia e sentimentos ??? se puder me responder ...obrigada e tudo de bom.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode sim, conheço portadores de esquizofrenia que são casados e tem família, outros já preferem ficar isolados, ou melhor, se sentem melhor sozinhos, devido à vários fatores. A esquizofrenia tem os sintomas negativos, que incluem o embotamento afetivo, que é como se fosse uma ausência das emoções, mas nem todos tem esses sintomas.

      Excluir
  49. Olá Julio! Fui procurar sobre esquizofrenia ontem no youtube e encontrei seus vídeos e agora cheguei aqui no blog.
    Apesar dos incomodos que sente, como o de ficar diante das câmeras, você vence isso e se expressa muito bem, parabéns.

    Procurei por esquizofrenia para entender mais sobre; por me sentir diferente e viver umas sensações estranhas imaginei talvez ser esquizofrênico, mas não creio que seja isso.
    Hoje com o acesso fácil as informações e sintomas das doenças mais variadas, vejo que muitas pessoas preferem achar uma rótulo para classificar o que são ao invés de tentar viver suas peculiaridades. Não quero ser um desses.

    Interessante te ver dizendo tanto no post quanto nos comentários que a maioria das pessoas vive a sensação de perseguição, porém não num grau que as paralisa.
    Me reconheci em algumas experiências suas desse post, sobre mania de perseguição, mas nunca me impediram de sair de casa ou ter vida social, apenas me incomodam, as vezes muito as vezes pouco, e gostaria de compartilha-las.

    Quando vou sair de casa sempre me preparo psicologicamente para me sentir sendo observado e julgado. Na verdade até ficar na janela do meu ap é um pouco desconfortável, fico imaginando que no churrasquinho da minha rua as pessoas estão me olhando e rindo "olá, o esquisito!"
    No banco fico pensando se alguém está me olhando pelas câmeras pensando que vou fazer algo errado lá, tipo instalar uma maquina chupa cabra que rouba senhas.
    No supermercado tento me comportar da forma menos suspeita possível para não pensarem que vou furtar.
    Você falou sobre o medo de adicionar menores nas redes sociais. Que coisa né? Também tenho receio de me aproximar de crianças, e até olhar, com medo que pensem que sou pedófilo.
    Policiais as vezes me parecem uma ameaça. As vezes vejo viaturas paradas, em alga operação, e acho que são pra mim. O mesmo quando ouço sirene.

    Sobre ser envenenado. As vezes me vem na cabeça a possibilidade de ter veneno em algo que me oferecem. Uma vez, no trabalho, uma senhoria que é uma amor me trouxe um copo de suco, que eu joguei fora escondido.
    Facas. Houve vezes que eu ficava muito preocupado em estar com outras pessoas e ter faca por perto. Ficava com medo de alguém me atacar ou eu mesmo perder o controle a atacar alguém.

    São várias as situações.
    Vivemos num mundo muito louco, de vigilância constante, perigos de vários tipos ao redor e onde a violência é o que dá ibope, e acabamos desenvolvendo essas paranóias.
    Mas eu sempre consigo ponderar, afinal, não devo nada a ninguém, não fiz nada errado!

    Mas o que me fez mesmo pesquisar sobre esquizofrenia e chegar até você é uma sensação crescente, de desconexão com a realidade, como esse mundo visível e tátil. É como se eu estivesse vendo um filme, ou sonho, e fica cada vez mais difícil me conectar e me identificar nesse mundo que me parece forjado... é estranho. O mesmo acontece em relação as pessoas, é difícil me relacionar e fortalecer laços, pq parecem estar atuando, desempenhando um papel social, não sendo elas mesmas. São impressões que crescem ao passo que eu me torno mais consciente de mim e de como as pessoas vivem. Mais uma vez, são sensações que me incomodam, mas eu busco analisar, e me parece que é apenas meu jeito de viver, de ver as coisas. Mesmo assim as vezes é dificil, pq tudo nessa vida me pede pra não ser diferente, se igual a todos, mas não consigo fingir.

    Penso que muitas pessoas vivem essas sensações conflitante também, mas em graus e situações diferentes, e a maioria, assim como eu, não falar sobre com medo de não ser entendido ou ser mal entendido.

    O que difere uma pessoa esquizofrênica de uma não esquizofrênica é esse ponto de conseguir ponderar essas sensações e passar por elas?

    Fiquei com inveja boa de você em suas andanças com mochila nas costas! Queria muito ter essa coragem de simplesmente mudar, ser livre e fazer o que seu coração pede. Mas meus medos e compromissos não me permitem. Quem sabe um dia?

    Mais uma vez, parabéns Julio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, eu que te parabenizo pelo belo comentário, você escreve muito bem, deveria escrever um blog também. O comentário foi longo, mas foi interessante e conseguiu prender a minha atenção do começo ao fim, o que é algo muito positivo, pois, no momento ando desanimado de ler, de fazer qualquer coisa mesmo. Sempre digo que os comentários e a participação dos leitores são tão importantes quanto a própria postagem. Obrigado pela participação e também pelas sábias palavras.

      Excluir
  50. Olá sobre medicações gostaria de dizer que é possivel viver com elas eu tomo geodon 80 mg e não sinto efeito colateral nenhum, ela também é distribuída pelo SUS , na farmácia de alto custo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cada pessoa reage de uma maneira diferente aos medicamentos. No meu caso em particular, infelizmente nenhuma que tentei deu certo. O que me ajuda nos momentos que sinto que antecedem uma possível crise, recorre a meio comprimido de clorpromazina e meio de fenergan, pois assim tenho forças para no dia seguinte ir almoçar no restaurante popular. E na farmácia de alto custo nem todos podem ter acesso a esses medicamentos....

      Excluir
  51. oi tudo bem? intt o meu problema e que.. quando estou em casa como agora em minha sala... eu sei que n tem alguém aki.. mais eu sinto como se meus ídolos ou ate msm garotos que eu goste estejam aki me olhando vendo tudo oque faço e péssimo tomar banho e achar que tem pessoas ali me olhando quanto a outras coisas sim eu tbm me sinto cmo vcs que quando saiam de casa sentem td a atenção centrada em vcs.. mais eu queria saber parece rediculo pergunta isso mais e a msm coisa que a sua?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      A pergunta não é ridícula não. Pelo que relatou provavelmente é mania de perseguição sim. Mas não se preocupe, pois existem níveis de mania de perseguição, e o seu parece ser em um grau leve. É bem mais comum do que se pensa, muitas pessoas tem essa sensação. Mas também não se preocupe, pois nem todo mundo que tem mania de perseguição é portador de esquizofrenia, já o contrário não acontece. Tente uma terapia ou outras alternativas, o medicamento acho melhor usar só em último caso mesmo, pois eles podem causar em alguma pessoas alguns efeitos colaterais indesejáveis. A mania de perseguição é tão comum que esse é a postagem mais acessada do blog, muitas pessoas chegam aqui através da pesquisa no google. Espero ter ajudado. Obrigado.

      Excluir
  52. Olá, estou preocupado com um colega de turma, não podemosais rir na sala pq ele sempre fica incomodado, é visível, e geralmente comenta com alguém que estão rindo dele. O problema é que ontem ele surtou e jogou cadeira.no chão dizendo q odiava a turma, estamos toda preocupados, pois ele já chegou a mencionar que poderia fazer uma besteira. Gostaria de saber se ele deve ser esquizofrênico e como agir ? Obrigado e parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio e pela participação. Só pelo relato não tem como dizer se é esquizofrenia ou não. Você afirmou que ele imagina que todos estão rindo dele, isso pode ser uma mania de perseguição, mas muitas pessoas têm mania de perseguição e não necessariamente tem esquizofrenia. É preciso muito cuidado para afirmar se uma pessoa tem esquizofrenia ou não. Pode ser uma fase difícil que o seu colega esteja vivendo, pode ser stress, etc... Não tem como afirmar baseado apenas no relato, seria imprudência da minha parte. O ideal seria procurar uma boa psicóloga, daquelas que não pensam que tudo se resolve com medicamentos, mas é um pouco difícil isso hoje em dia.

      Excluir
  53. Olá. Como faço para entrar em contato. Preciso conversar. Boa noite kecia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode entrar em contato através do email:
      juliocesar-555@hotmail.com

      Excluir
  54. Como Posso ter contato com vc?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode entrar em contato através do email:
      juliocesar-555@hotmail.com

      Excluir
  55. Olá, Bom dia a todos!
    Li todas as postagens e minha dúvida não foi colocada por isso lhe escrevo. Meu filho foi diagnosticado com transtorno esquizoafetivo, pelo que entendi é quase uma esquizofrenia somente ele não ouve vozes e nem vê pessoas; mas deve ter se sentido perseguido, pois em Junho largou o trabalho, pegou onibus para bem longe e acabou se perdendo numa caminhada e quando foi encontrado(por evangélicos), estava com os pensamentos confusos, magro demais e com o olho meio arregalado, muito esquisito. Eu o busquei e levei no psiquiatra da cidade mais próxima, onde estamos até hoje. Ele toma olanzapina e carbolítio. Gosta de trabalhar e conseguiu trabalho aqui. Não quer ir embora, estamos a 600km de minha casa e mais que isso de SP, que é onde ele morava antes. A vida dele parece normal, mas o que me preocupa é o olhar fixo que ele ainda tem, quando viajamos ele parece estar dormindo acordado, e na rua fica meio alheio. Será do remédio? ou ainda está em surto? Ele conversa normalmente comigo, vamos ao shoping e ele gosta de comer fora, gosta de ir à missa. O que me preocupa é essa forma dele olhar, tenho que ficar falando pra ele se ligar. O que me diz?

    ResponderExcluir
  56. Esse olhar fixo sei bem como é, também tenho, principalmente quando estou andando na rua. Um pouco disso acontece creio que pelo fato de pensarmos que estamos sendo observados, e ai procuramos não olhar para os lados. Mas também é característico dos sintomas negativos da esquizofrenia. Ou então esteja bem concentrado no que esteja pensando ou imaginando. Ele agora está trabalhando em uma cidade do interior? É mais tranquila? Talvez esse ambiente seja melhor, pois São Paulo é uma cidade bem estressante. https://br.noticias.yahoo.com/blogs/vi-na-internet/s%C3%A3o-paulo-%C3%A9-cidade-com-mais-problemas-mentais-170038636.html

    ResponderExcluir
  57. Olá, realmente eu estava precisando achar um blog como o seu para não me sentir tão sozinha. Essas manias de perseguição já me acompanham a anos, só que passei por um trauma de um amigo ser torturado e assassinado por traficantes que me abalou mais ainda. Acho que existem bandidos me perseguindo para me torturar também no metrô, no ônibus, na rua...acho que posso ser atacada na rua há qualquer momento. Sinto como se as pessoas lessem os meus pensamentos, então tenho medo de pensar. Quando me dou conta dos absurdos que estou pensando choro sozinha, porque tenho vergonha de contar para alguem. Com isso vejo cada vez menos meus amigos porque tenho vergonha e medo deles descobrirem esses pensamentos sem fundamentos. O problema é que o medo de ser atacada na rua, de alguem me bater, ou a sensação de que todos estão olhando para mim, me fazem me atrasar para quase todos os meus compromissos, inclusive pro trabalho, porque demoro muito para sair de casa com a sensação de morte iminente...E minha filha adolescente sofre coitada com as minhas paranóias porque ligo para ela varias vezes ao dia achando que alguem pode atacar ela tambem só para me atingir. Ai quando percebo que estou pensando em morte choro de novo e peço a Deus pra me libertar disso. Preciso tomar algum calmante que não seja tão forte para poder diminuir essa crise, você tem alguma sugestão? prefiro tomar medicamentos naturais ou fitoterápicos.Obrigada por ter criado essa blog para ajudar pessoas como eu a aliviar um pouco a solidão que é a mania de perseguição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino com deve estar se sentindo, até hoje convivo com essa mania de perseguição. Se você ainda não usou os antipsicóticos e ansiolíticos alopáticos creio que os naturais devam fazer efeito sim. E também, se puder e gostar, faça terapia também, talvez possa lhe ajudar. No facebook tem vários grupos sobre esquizofrenia, mas creio que você não tenha esse transtorno, pois nem sempre quem tem mania de perseguição é portador de esquizofrenia. Já o contrário creio que não deva acontecer, pois a mania de perseguição é considerado um dos sintomas clássicos desse transtorno.
      Eu que agradeço a sua participação e qualquer coisa estamos ai.

      Excluir
  58. Muito interessante essa temática na visão de um portador. Muitas vezes lemos artigos escritos por profissionais da área que por ser muito tecnico acabamos por não entender muto bem. Gostei da sua abordagem que é bastante pessoal e faz com que também passamos a ler os comentários, cada um com suas dúvidas e questionamentos.
    O que é uma pessoa normal? Penso que cada um de nós tem um quê de esquizofrenia não é mesmo? Pois nos indentificamos em um ponto ou em outro nos relatos descritos ai acima. Gostei, parabéns pela forma como aborda o tema e penso que este blog é um veículo de utilidade pública. Vida longa ao blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Maria de Lourdes, alguns sites usam muitos termos acadêmicos, o que desestimula a leitura. O transtorno já é complicado por si só, e o que as pessoas precisam é de descomplicar um pouco essas informações. No início procurava muitos sites para entender melhor o assunto, e senti isso também.
      Concordo com você, o que os portadores de esquizofrenia sentem, a maioria dos ditos normais também podem sentir, só que em um grau menor, mas, se não for bem cuidado esses sentimentos e pensamentos, podem se tornar uma neurose e depois uma psicose, afinal o mundo em que vivemos, principalmente as grandes cidades, estão se tornando enlouquecedores.
      Muito obrigado pelas palavras e pela visita ao blog também.

      Excluir
  59. Parabéns pela sua transparência no blog, vc vai longe! Eu constantemente acho que as pessoas que riem ao meu redor estão rindo de mim...isso já tem aprox 6 anos... passei a ter esse problema depois que saí do interior e fui morar na capital do meu estado. Sou formada em psicologia e tenho tido muita dificuldade pra atuar sou bipolar e tive meu primeiro surto logo após a apresentação do TCC, passado um ano tive outro surto...desde então ñ parei de tomar os medicamentos para ñ surtar e melhorar da depressão. A depressão sempre vem depois do surto. Primeiro vem a mania, daí eu surto e depois uma profunda depressão (assim é a bipolaridade). Me identifico com vc, pois ninguém pode rir perto de mim q acho q é do meu cabelo ou minha roupa (acho ñ consigo combinar direito minhas roupas, me sinto sem noção). Enfim, gostaria de continuar acompanhando seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Sei bem como é isso, tudo o que falam, principalmente de negativo, penso que é sobre mim, uma indireta. E quando riem então, ai nem se fala. Mas hoje, acho que pela maturidade e também por estar mais ou menos acostumado, aprendi um pouco a lidar melhor com isso. Se soubesse antes que era a tal da mania de perseguição, talvez as coisas poderiam ser diferentes. Mas o jeito é seguir em frente, talvez fazer terapia lhe ajude a lidar melhor com a situação.
      O que você faz para ocupar o seu tempo? Pergunto isso pois atualmente não ando fazendo muita coisa, e sinto que piorei no aspecto psicológico.
      Sou aposentado com um salário mínimo e ai não dá para fazer cursos, ir à palestras, ou algo do gênero. Até quando estava andando por ai com a mochila e a barraca estava me sentindo melhor do que agora, quando fico o dia inteiro no meu quarto. Espero que tenha melhoras e que não desanime nunca.
      Abraços

      Excluir
  60. Olá! Tenho um vizinho que, segundo sua família, sofre de esquizofrenia. Acontece que de uns tempos pra cá anda imaginando que eu entro na casa dele, que possuo as chaves da casa dele, e já foi até denunciar isso na justiça e na polícia. Já expliquei pra ele que não fiz isso, mas parece que não adiantou. Será que eu ou minha família corremos algum risco? O que eu posso fazer para ajudá-lo ou convencê-lo que isso não aconteceu? Obrigado!

    ResponderExcluir
  61. Olá, gostaria de uma orientação de como lidar com pessoas que sofrem com perseguição. A situação é a seguinte, trabalhei com uma menina muito competente, mas passando nem um mês ela ficava chorando toda hora dizendo que fulano estava falando dela, beltrano querendo prejudicar ela, etc. No fim ela foi transferida de setor umas 10 vezes porque não se dava com ninguem, chegando até agressão de empurrar e chingamentos. Como ja nao tinha nenhum setor que ela pudesse trabalhar de forma harmoniosa, pois era sempre ela que iniciava as brigas, ela acabou sendo dispensada. Ela me liga no dia seguinte informando que armaram para ela, e que a unica pessoa que confiava. O problema é que ela fica me ligando no trabalho, na minha casa, no meu celular, para perguntar o real motivo do porque foi dispensada pelo meu gerente, sempre fui simpatico, falando pra ela que era besteira, pra deixar para lá, que ela estava imaginando coisa demais, porém ela continua me perturbando e um ano depois da demissão dela ela me liga no trabalho batendo boca, querendo falar com o gerente, dizendo que estao perseguindo ela na rua, na casa dela, querendo o mal dela. Quem? Os antigos colegas de trabalho dela, alem do gerente que "teria envolvimento" em todos os barulhos e ligaçoes na casa dela. Ai me irrito com q situação, falo pra ela que isso ja passou do limite e que era pra viver q vida dela, e procurar ajuda, pois ela estava com mania de perseguiçao (nao me levem a mal, mas eu estou aguentando faz 1 ano isso, e nem amigo dela eu sou) porem, quando cortei ela, a menina ficou tão nervosa, começou a fazer ameaças, etc etc etc... no fim disse que vai juntar provas e me "esfregar na cara" me ameaçou tmb com relação ao meu emprego. Após este breve historico, gostaria de pedir ajuda de como tratar com ela, sem que agrave a situação ainda mais, pois ela nao aceita, disse que pra mim é "muito facil acusar a vitima de doente" e direcionou a raiva pra mim. Sei que ela vai me procurar denovo, mas eu nao posso prejudicar o meu emprego por uma pessoa que apenas foi uma colega de trabalho, mas que precisa de ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Entendo a sua situação, e é realmente difícil convencer a pessoa de que o que se passa na cabeça dela é um tipo de delírio. O que posso aconselhar é que não dia à ela que "isso é coisa da cabeça dela" , que é imaginação etc... Isso só piora a situação, pois os pensamentos são tão verdadeiros que não é fácil convencê-las de que estão imaginando ou pelo menos aumentando as coisas. Talvez realmente no trabalho tenha algumas pessoas contra ela, esse ambiente é de competição e estressante, e por isso ela tenha aumentado a realidade, imaginando que todos estão contra ela. É difícil também aconselhar a procurar terapia, pois existe o velho preconceito de que psicólogo é para "malucos".
      Como disse, o que posso aconselhar é não dizer diretamente que é imaginação dela, talvez se ouvi-la um pouco e dizer com cuidado que talvez ela esteja com um pouco de razão mas exagerando na quantidade de pessoas que estão contra ela....

      Excluir
    2. Júlio você é esquizofrênico ou sensível e com mania de perseguição?

      Excluir
    3. De qualquer forma, hoje vejo certas doenças como algo do plano espiritual, mediunidade e encarando dessa forma vejo como alguém que tem a sensibilidade de ver e ouvir. Deus tem seus mistérios e apenas alguns ele escolhe pra entende-los. Abraços.

      Excluir
    4. Olá
      Pesquisando em várias fontes cheguei à conclusão de que tenho quase todos os sintomas relacionados à esquizofrenia. Além da mania de perseguição, também tive algumas alucinações visuais, sendo que as auditivas ainda tenho, mas bem pouco.
      E também tive alguns delírios, principalmente de grandeza, por achar que era protegido por uma força superior, e também tive o complexo messiânico e o sentimento de culpa exagerados, que constavam em um cid antigo sobre a esquizofrenia.
      Mas não me prendo a diagnósticos e a rótulos, procuro apenas estudar o assunto para me entender melhor, e procuro ser o que sou mesmo.

      Excluir
  62. Boa tarde! Tinha uma amiga que sempre ajudei muito e ela e do nada ela começou achar que estou perseguindo ela,tentou me prejudicar na faculdade e esta tornando minha vida muito difícil, e ela acha que acha que a persigo. o que vcs acham? o que devo fazer?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é uma situação complicada, independente de sua amiga ter apenas a mania de perseguição ou ter esquizofrenia acompanhada da mesma.
      O problema é que os pensamentos persecutórios acabam virando realidade na mente da pessoa. Você conhece a família de sua amiga?
      O ideal seria primeiro tentar uma conversa franca e sincera com sua amiga, tentando passar confiança. Caso o problema ainda persista, e se for possível, tente uma conversa bem amistosa com os pais de sua amiga, explicando a situação, para quem sabe ela possa fazer uma terapia ou, caso seja necessário um acompanhamento psiquiátrico.
      Obrigado pela confiança e pela visita ao blog e quem puder ajudar através dos comentários esteja à vontade, sempre costumo dizer que os comentários fazem parte do blog.

      Excluir
  63. Qual seu canal no youtube,Júlio?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O canal é esse do link, faz algum tempo que não posto vídeos por lá, fico um pouco sem jeito quando fico de frente para uma câmera, coisa de gente esquisita como eu mesmo.
      https://www.youtube.com/user/esquizosimporquenao

      Excluir
  64. Olá, sou o Luciano, já larguei um emprego por conta disso, tive um crise no trabalho e não tive coragem de voltar, tomei paroxetina por uns 6 meses, mas resolvi largar, já estava dependendo do remédio, sofri para conseguir deixar... Tive uma crise hoje muito forte, a dois dias vendo uma pessoa numa praça eu surtei, chorei muito depois, o pior é que sei que não é real, mas não consigo me controlar...Um amigo sempre me dizia pra eu usar a lógica, mas não consigo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Faz muito tempo que você largou o emprego? Caso não tenha ultrapassado um ano, você ainda tem o direito de entrar com o pedido de auxílio doença.
      Talvez se der um tempo no trabalho as coisas melhorem.
      Pelo que já ouvi falar a paroxetina é um antidepressivo e também indicado para outros distúrbios, mas não especificamente para esquizofrenia. O seu psiquiatra te diagnosticou com esquizofrenia ou um outro transtorno?
      É complicado mesmo, mas tente usar a lógica depois que os fatos acontecerem. No momento em que acontecem realmente é quase impossível definir e separar o que é real da imaginação, pois algumas alucinações são muito reais mesmo.

      Excluir
  65. Bom dia! Primeiramente, parabéns pelo blog, por sua iniciativa e pela forma simples e direta que tratou do assunto. De certo que o fato de voce se conhecer melhor e escrever ajuda e muito sobre isso. O fato de se assumir com esse transtorno. Atualmente tenho enfrentado um problemão. Um grande amigo meu está com mania de perseguição. Pelo menos é isso que eu acredito que ele tenha pelo o comportamento dele. Ele faz tratamento com psiquiatra em outra cidade. E os atendimentos são uma vez por mes ou a cada dois meses. Vamos ao comportamento: ele acredita que há dois colegas de trabalho que não gostam dele, e esses dois colegas querem ve-lo demitido, querem ve-lo envergonhado na sociedade, destruído. Detalhe: ele nao sabe porque esse odio todo, acha que é porque são maníacos. Agora vem o pior: ele acha que está sendo monitorado em salas de bate papo, já trocou vários chips, quando um estranho add ele no whats ele pira achando que sao os "assediadores", que taxistas e pessoas proximas foram cooptadas para observar a vida dele e achar algo errado, mais recentemente que a casa dele pode estar com escutas. Ele chora, já falou em se matar várias vezes. Quase sempre saiu no meio da noite para socorrê-lo, para abrir seus olhos. As vezes ele acha que eu nao acredito nele e se irrita! eu sempre tenho que dizer que ele sofre por uma HIPÓTESE de que esses colegas estão querendo armar para ele, nem posso dizer que ele tem mania de pesersegição porque ele reage negativamente a este "diagnóstico". Ele tem um ótimo emprego, é um grande profissional e um grande ser humano, mas está isolado dos amigos, e está se isolando da família que sempre foi um porto seguro para ele, e também está isolado amorosamente, porque a antiga namorada terminou o relacionamento e ele culpa até esses supostos assediadores! Enfim, nao sei que grau ele está, mas por mais inteligente que ele seja e as vezes até deixa a dúvida em mim que pode realmente está sofrendo algum grau de assédio, mas claro que nao acredito nesse monitoramente, perseguição, e etc. A família nao entende bem o que se passa e as vezes acredita nele. O médico passou alguns remédios, mas nao adianta. São meros paliativos. Queria saber como eu posso ajudar mais! E se você faz uso de alguma medicação e que grau de ajuda esse medicação serviu para você. Claro que nao precisa informar que remédio é, só quero saber se existe um tratamento mais eficaz com remédios e como eu posso ajudá-lo mais. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Talvez o que o seu amigo esteja fazendo é aumentar e bem a realidade Talvez pelo fato de ser uma pessoa inteligente, possa sim ter algumas pessoas, principalmente no trabalho, que queiram prejudicá-lo, ainda mais se ele tiver um cargo melhor e um bom salário. Mas se esse aumento da realidade acaba comprometendo a vida dele, é sinal de que precisa de procurar ajuda. Mas isso não quer dizer que precise se entupir de medicamentos. Talvez uma boa terapia com uma boa psicóloga (o) ajude.
      Sinceramente não tenho uma boa dica sobre como ajudar nessa situação, pois me parece que ele realmente está convencido de tudo o que está pensando e imaginando.
      Obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
  66. Olá!
    Cheguei até o seu Post após pesquisar no Google sobre mania de perseguição.
    Achei interessante e resolvi contar um pouco do que está acontecendo cmg, até porque não converso muito sobre isso com as pessoaa, afinal elas não acreditam nisso.
    Esses sintomas que eu sinto, vem desde a infância, quando eu "sabia" que minha família não gostava de mim. Depois o sintomas eram na escola, pois eu sentava no fundo para que ninguém ficasse olhando pra mim, e mesmo assim eu acreditava que as pessoas riam de mim o tempo todo. Depois isso foi na faculdade eu também sentav no fundo e achava que todos riam de mim também. Nesta época, eu namorava um rapaz até que terminamos pois eu sempre criava várias histórias e brigavamos muito por isso, até me jogar no chão e me debater eu já fiz.
    Já troquei de emprego algumas vezes pois também tinha certeza que as pessoas me odiavam, e eu evitava ao máximo almoçar com elas, pois qualquer risada era suficiente para eu fechar a cara, não falar mais nada e tratar as pessoas mal.
    Hoje sou casada, e um período me separei pois também acreditei em coisas que me fizeram surtar. A minha sorte é que meu esposo tem muita paciência comigo!
    Já cheguei a achar que minha filha não gosta de mim e que uma pessoa a qual ela se dá muito bem queria rouba-la. Isso porque ela é uma criança.
    Quando saio na rua, muitas vezes acho que estou sendo observada, sempre acho que qualquer pessoa que se aproxima tem interesse em me prejudicar. Acho que todos riem de mim quando saio de algum ambiente.
    Quando entro em uma loja, sinto vontade de falar pras pessoas que não quero roubar nada, pois tenho a sensação de que estão me perseguindo pra ver se levo alguma coisa embora.
    Até que procurei o psiquiatra, sabendo que eu tenho mania de perseguição, mas não sei dizer se tenho algo a mais.
    Compartilhei com ele o que sinto, a minha dificuldade em me relacionar com as pessoas e ele simplesmente me falou que o que eu tenho não tem cura, mas tem como controlar (pra sempre) e viver socialmente bem. Tomo dois remédios, a sertralina e o carbonato de lítio (detalhe: pensei em não escrever os dois pois as pessoas que conheço poderiam ler este Post e saírem contando por ai, mas desisti e escrevi)

    O que eu realmente quis, foi compartilhar um pouco do que sinto e fico guardando só pra mim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      A sua história é bem parecida com a minha, vem um pouco da infância mesmo.
      Me identifiquei muito com o que você sente quando entra em uma loja. Já cheguei a dizer alguma vezes que não sou ladrão. Quando um segurança fala no rádio de comunicação então, ai que penso que estão falando de mim mesmo.
      Realmente parece que não tem cura, mas que deve ter um jeito de diminuir deve ter sim. O lítio, pelo que sei, serve para controlar os sintomas do transtorno bipolar, você tem oscilações de humor?

      Excluir
  67. Olá cheguei ao blog através de pesquisas. Primeiramente encontrei um artigo que falava sobre anorexia emocional. E eu me encaixei perfeitamente, mas não era só isso...
    Ontem eu saí pra encontrar um amigo, me areumei, mas depois de alguns minutos eu me senti ridícula, parecia que todos estavam rindo de mim, tirando sarro.. foi então que na volta encontrei a pessoa com quem estou saindo e foi pior ainda, eu mal consegui olhar, não consegui nem se quer falar, mal olhei para a família dele que estava junto. Hoje eu não consigo se quer falar com ele, eu só quero ir pra longe, fugir, ficar sozinha...
    Me sinto estranha, eu não consigo fazer nada, tudo o que começo não termino
    As vezes né sinto fria, as vezes coitada, estranha, ridícula.... Vontade constante de chorar
    Eu saio pra encontrar amigos e acabo sempre só, fugindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei exatamente como se sente, pois sou um pouco assim também. Me sinto estranho, diferente, e já falaram que sou esquisito, ainda na época em que tinha algum convívio social. Mas é bom pensarmos o por que desse pensamento, talvez sejamos assim por que somos diferentes da maioria, e, nesse caso, concordo com o Nelson Rodrigues em que afirma que "toda unanimidade é burra"...
      Ser diferente em um mundo em que vivemos posso considerar até um elogio.
      Não se sinta incomodada por se sentir diferente, particularmente considero uma ofensa se alguém me chamar de normal, comum.

      Excluir
  68. Ha ha

    Até parece que nao esta cheio de Gang Stalking!

    Muito cuidado com esse povo que acha que perseguir os outros também nao é uma doenca ....

    O que tem de psiquiatra que diz que MANIA DE PORSEGUIR OS OUTROS TAMBEM È UMA DOENCA !

    Nao tenho nada a ver com tua Igreja!



    ResponderExcluir
  69. Gang stalking:

    http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2015/06/gangues-de-perseguicao.html

    ResponderExcluir
  70. Gang Stalking:

    Local preferido deles: Supermercado e restaurantes!
    Os comércios, ficam si infiltrando em cada local que a vítima vai!

    http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2015/06/gangues-de-perseguicao.html

    ResponderExcluir
  71. PERSEGUICAO é uma forma de Assédio, e nao tem nada de esquizofrenia,
    as vezes estao mesmo perseguindo um!
    mania de perseguir os outrs, também é CRIME, é assédio!
    E si algo acontecer com esse que estao perseguindo, já si sabe quem foram os autores

    http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2015/06/gangues-de-perseguicao.html

    ResponderExcluir
  72. Eu só pesso mesmo a DEUS que um dia essa GTang Staling nao vao perseguzir voces aqui da página, que ficam dizendo que os outros, por estarem mesmo sendo perseguidos, sao simplesmente um esquizofrenico!

    Ai pra me o jogo vai virar, e lhe dizer: Bem que lhe aviusei que nao era esquizofrenia, era uma Gang Stalking!

    Pois essa máfia ai de Gang Stalking, enquanto eles perseguem, eles adoram que voces nao veem a perseguicao descarada deles e também adoram que estao chamando a vítima deles de esquizfrenico!
    Sem querer ou querendo, só tao ajudando esse Gang a perseguir mais, e no dia que vc estiver na pele de um que estao perseguindo ai quero lhe ver dizer que era "esquizofrenia"

    Esses dessas Gangs ai andam bem sofisticados, tem até os que entendem de informática e colocam spyware no seu computador pra controlarem remotamente e assim isolar a vítima deles!

    Olha bem esse link,
    e vou conspirar pra voces ai, que ve esquizofrenia em tudo, nao sejem as próximas vítimas!

    http://fab29-palavralivre.blogspot.com/2015/06/gangues-de-perseguicao.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Respeito a sua opinião, mas gostaria de dizer que o blog não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários.
      Aqui dou direito à todos de se expressarem, só não deixo as publicações serem postadas automaticamente por que infelizmente sempre aparece alguém com palavrões, xingamentos, etc...
      Obrigado pela participação no blog.

      Excluir
  73. MAS NAO ESQUECA q vou sempre passar aq pra ve si publicaram ou nao publicaram, pois todos sabemos. quew existe seitas controladoras, igrejas, empresas, que colocam spyware, ou que pretendem controlar remotamente o computador de alguem...
    Si nao publicar é simplesmente por que sabem sim quem esta aqui escrevendo!
    Pois internet nao é tao anonima assim nao, e estando em um pais que estou!
    Além de que tem páginas que automaticamente pegam o Ip da pessoa!

    PORTANTO, ME REFIRO AOS COMENTARIOS QUE DEIXEI ONTEM!

    SI ACHAM NO DIREITO DE VIGIAR CADA VIRGULA QUE ESCREVO NA INTERNET; é?

    E nunca esqueca que BURRO é quem acha que os outros sao burros,

    SINTO MUITO!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como você mesmo pode ver, os comentários foram publicados, só não publico comentários que acho ofensivos. Mas também posso deixar de publicar comentários que considero repetitivos. Obrigado pela participação.

      Excluir
  74. Gostaria de saber se só com remédios a mania de perseguição para, pois tenho um familiar que sofre com isso, só que ele não reconhece que tem mania de perseguição e acredita mesmo que tenham alguém perseguindo ele. Ele sempre foi muito ligado com o espiritismo diz que ouve vozes e as vezes essas vozes falam que tem uma pessoa que está atrás dele, já tentei falar com ele pra levar em um psiquiatra mas ele diz que não está louco. O que faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Primeiramente é preciso saber que, em se tratando de transtornos mentais, a frase "cada caso é um caso" tem uma dimensão ainda maior.
      Os medicamentos podem sim, em alguns casos, diminuir a mania de perseguição e outros pensamentos delirantes. Mas é sempre bom pesar os prós e os contras da medicação, se os efeitos colaterais são tão ou até piores do que os próprios pensamentos que a pessoa está tendo naquele momento. Vale ressaltar também que nem todo mundo que tem mania de perseguição tem esquizofrenia, já o contrário é pouco provável acontecer, pois a mania de perseguição é considerado um dos sintomas clássicos da patologia.
      No meu caso em particular, quando sinto que estou entrando em crise, tomo por algum tempo um antipsicótico. E, quando vejo que estou mais ou menos estabilizado, volto a tomar somente o diazepan, pois esse medicamento é antigo e me causa prisão de ventre, torcicolo e dizem que, com o uso contínuo pode causar sintomas parecidos com o mal de parkinson(tremedeiras).
      Mas, como disse cada caso é um caso. Já vi amigos que ficaram bem com a medicação e outros nem tanto.
      Obrigado pela visita ao blog e pela confiança.

      Excluir
  75. EU SOFRO DE ESQUIZOFRENIA TRATO A MUITO TEMPO, TENHO PROBLEMAS. SINTO MEDO PERSEGUIÇÃO OUÇO VOZES. ACHO QUE TEM VENENO NA COMIDA NAS COISAS. SOFRO MUITO. É DIFÍCIL ESSA VIDA. TEM DIA QUE TO COM UMA SENSAÇÃO DE QUE TODOS ESTÃO ME OLHANDO E ISSO ME DEIXA AGONIADO..EU NÃO SEI O QUE FAZER...TO MELHOR COM OS REMEDIO. VOU LEVANDO A VIDA. TENHO SENSAÇÃO DE ESTÃO OLHANDO POR CIMA DOS MUROS DE CASA. SE FECHO NO MEU MUNDO. HOJE CONSIGO VIVER DO MEU JEITO..COM OS REMEDIOS. SÓ DEUS ME COMPREENDE. E MINHA ESPOSA. É ISSO..

    ResponderExcluir
  76. tenho problemas como fobia social mania de perseguição e isso me tras serio problemas. Não suporto gente me encarando tudo que as pessoas falam interpreto como mensagens sublinares. Eu estudei mas não consegui êxito quando entrei em uma grande corporação onde sofri demais e até hoje sofro não seio o que é me sinto perseguido por funcionários de lá, ou seja numca mais consegui trabalhar na área. Hoje faço algo totalmente diferente e gosto do que faço mas não consigo lidar com o publico devido as estes transtornos. Preciso de uma ajuda verdadeira pois estou no limite entre o que é real e o que é loucura. Já fiquei internado mas so piorou as coisas.

    ResponderExcluir
  77. Meu marido tem apresentado sintomas como a mania de perseguição. Faz dias que ele botou na cabeça que o nosso vizinho está vigiando ele. Já tentei conversar, mas ele não ouve ninguém. Ele está num nível tão elevado da mania que acorda muito cedo (antes de amanhecer) pra ficar vigiando pela veneziana da janela de nossa casa a movimentação na casa do vizinho (que é um senhor de idade e acorda cedo para molhar as plantas de seu quintal). Não sei mais o que fazer. Já pensei em me separar dele, mas ao mesmo tempo fico com pena de deixá -lo sozinho num momento tão delicado como este, quando precisa e muito de ajuda. Desde o início de nosso relacionamento ele tinha às vezes um comportamento esquisito, nunca foi de ter muitos amigos, nem de levá-los em nossa casa. Preciso de ajuda.

    ResponderExcluir
  78. Oi meu nome é Patricia e tenho mania de perseguição, isso me atrapalha muito pois me afasta de pessoas que eu gosto, perco empregos importantes, amigos, tudo, me sinto esquisita, acho sempre que todos estão falando de mim, crio histórias na minha cabeça fico com raiva de pessoas que eu amo do nada, acabo me afastando delas depois fico com raiva quando vejo elas seguindo em frente com outras pessoas e sem mim, eu quero me livrar disso, perdi um marido, perdi meu emprego, perdi meus amigos, estou deprimida, vou em lugares públicos como a academia e sempre acho que as meninas estão falando de mim quando estão rindo e me olham, QUERO que isso acabe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo seu relato acredito que não tenha esquizofrenia, mas tem uma mania de perseguição em um grau já um pouco elevado. Quanto mais cedo você tentar resolver a situação melhor, também gostaria de uma boa resposta para resolver toda essa situação complicada. No meu caso eu uso o "deixa pra lá", ou seja, se as pessoas estão realmente falando de mim, não ligo(gostaria de dizer outra coisa aqui). Às vezes funciona, mas só para ir prosseguindo o caminho, a vida social fica muito difícil de ser construída. Já tentou conversar fazer terapia? Só aconselho a pensar muito antes de tentar os medicamentos.
      Desculpe não ter uma resposta melhor para te dar, pois também estou nessa situação. Hoje em dia convivo bem, fico tranquilo no meu canto, mas você quer ter uma vida social e desse jeito sei que fica um pouco difícil.
      Mas não desista, talvez conversando com pessoas que tenham o mesmo tipo de situação que a sua ajude. No facebook tem alguns grupos sobre o assunto.

      Excluir
  79. toda vez que eu saio de casa eu costumo ficar andando de cabeça baixa para nao olhar para as pessoas e tambem quando vou a um lugar com muitas pessoas eu costumo ficar andando muito rapido por que eu penso que as pessoas vao ler o que se passa na minha mente(ver as imagens que eu estou pensando) e tambem começo a correr(raramente eu faço isso) eu não sei se isso é mania de perseguição... oque você acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Imaginar ou sentir que as pessoas podem ler nossos pensamentos é um dos sintomas chamados positivos da esquizofrenia, mas não é propriamente a mania de perseguição. É um delírio e que deve ser bem cuidado para não ter complicações maiores no futuro. Já tive isso por um bom tempo e é muito desgastante mesmo. Sugiro procurar ajuda, mas não quer dizer que você tenha esquizofrenia.

      Excluir
    2. Valeu, Julio! realmente as vezes é bem chato ter isso, abraços.

      Excluir
  80. Olá, não tenho certeza mas acho que sofro de mania de perseguição,tenho 18 anos e isso acontece há um tempo ja, ouvir pessoas falando de mim na rua sempre achar que estão reparando em mim ou rindo de mim, quando passo em frente a um grupo de meninos fico tensa achando que vão rir de mim já ate escutei diversas vezes me chamando de zuada e as vezes escuto e nem sei da onde vem smp acho que estão falando de mim não sei se realmente é verdade oq eu ouço ou é coisa da minha mente, não sei se posso classificar isso como mania de perseguição ou paranóia ou talvez não.. Oque poderia ser isso? Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      Pelo seu breve relato não creio que teria condições de afirmar se o que você tem é ou não mania de perseguição. Talvez seja uma simples cisma, mas é sempre bom dar uma olhada nisso, pois uma simples cisma se não for olhada com cuidado pode ir aumentando e se tornar uma neurose. Talvez uma boa conversa com alguém que você confie ajude, pode ser sua mãe ou o seu pai. Ou então, caso não tenha preconceito, uma conversa com uma boa psicóloga, mas sem ser aquelas que acham que tudo se resolve com medicamentos.
      obrigado pela visita ao blog.

      Excluir
  81. Boa noite!! Minha sogra está com sintomas de esquizofrenia,sendo que a mesma acha que está bem não acredita estar doente. Ela acredita estar sendo perseguido por bandidos. Largou a casa dela para morar de favor na casa das pessoas. Morou um tempo na minha casa,mas sismou que fizeram buracos na minha casa para vigia-la. Foi pra casa da amiga e lá continuaram as perseguições que os bandidos davam tiros na frente de casa e ficavam dia e noite vigiando a casa dessa amiga dela. Na última semana ela me ligou para buscar ela na casa dessa amiga pois disse estar com medo dos bandidos entrarem e matar ela. Pensei que viria para minha casa e a mesma me pediu para levar ela para passar uma temporada no motel. Até aí ok. Meu marido já cansado dela não acreditar que está doente puxou ela pelo braço e arrancou ela do motel a força pois disse a ela que ela está doente ,chamou ela de maluca e que não tinha ninguém querendo matar ela. Enfim passou de quase uma semana e nenhum filho se prontificou de levar ela ao médico então ela resolveu voltar para o motel. A pergunta é como posso ajudar ela já que os filhos não tem paciência. Como mostrar a ela que precisa de ajuda e que não tem ninguém a perseguindo. Me ajudem porfavor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma situação bastante complicada, pois esse pensamento de perseguição se sua sogra está sentindo é tão real na cabeça dela que é quase impossível convencê-la do contrário. Falar que é coisa da cabeça dela, que é imaginação pode até piorar.
      O que posso te aconselhar é estudar um pouco o assunto para entendê-la melhor. Recomendo que leia o livro "Entendendo a esquizofrenia". Para baixá-lo é só clicar na imagem ao lado da página, em CDE.
      Se tivesse absoluta certeza de que ela seria internada em uma boa clínica pensaria em aconselhar a pensar na internação compulsória, caso sinta que ela esteja sendo um perigo para a própria vida dela e de outras pessoas também.

      Excluir